Mais fácil ser lesbica ou gay?

Em meio a essa noite fria e chuvosa de segunda-feira aqui no Rio,  alguns pensamentos, ou melhor indagações me vieram a mente inspirados pelos comentários das garotas que estão vindo ao Dentro do Armário.

Antes eramos um clube do bolinha só garotos, agora as garoats também estão chegando aos paoucos, sei que tem de varias partes do Brasil de norte a sul. Sejam bem vindas.

Mas o post também interessa a nós rapazes, pois a questão que me veio a mente foi. Será que é mais fácil para a família aceitar uma filha lesbica, bi ou um filho gay, bi?

Olhas as interregações aqui!

Vou precisar da ajuda de vocês para acharmos uma resposta juntos.

Bem para nos leks é mais complicado, a sociedade nos cria para sermos pegadores, os “fodões”, desculpem a palavra, o cara que é ativo e “come todas as garotas”. E ai essa mesma sociedade descobre que o cara é gay, bi, e os dilemas aparecem. A família entra em pane, principalmente o pai e os tios. Como é que aquele menino macho, se pega com garotos? Vão eles se perguntar.

No caso das meninas, a parada é mais light talvez, não sei, estou confabulando aqui. As garotas tem menos pressão quanto a isso, elas não são cobradas para serem pegadoras, talvez uma filha lesbica, bi, seja melhor aceita que um garoto.

Quanto as lesbicas, sei que as famílias se chocavam quando a garota era muito masculinizada, mas sabemos que a grande maioria é bem feminina, não tem o visual masculino.

Então sobra a batata quente para nós rapazes, que vamos sofrer a pressão de algumas familias e sociedade. As mulheres tem a sorte de serem inteligentes, sabias, e sedutoras, o que deixa a sociedade cada vez mais nas mãos delas.

Parabéns as garotas!!

Quando a nós leks, com o tempo as coisas melhoram eu creio, já caminharam muito. Então como comentado nos posts anteriores, vamos com calma, sabendo o ponto de cada um, a hora exata, e tudo com muita, mais muita calma.

Passo para vocês agora fazer esse texto comigo, comentem e vamos trazer luz a indagação. É mais fácil ser filha lesbica ou filho gay?

Hoje vamos de MPB, Bruna Caram cantando “Palavras do Coração”.

Continuem lendo outros post clicando aqui

Anúncios

10 respostas para “Mais fácil ser lesbica ou gay?”

  1. Você falou tudo quando apontou sobre a forma que os pais educam seus filhos. Nehum pai cria o filho para ser gay. Muito menos uma filha para ser lésbica. E qd percebem algum desvio de comportamento no filho, ao invés de procurar conversar, jogam aquelas frases do tipo: “tá na hora de você arranjar uma namorada”, ou “vou te apresentar fulana pra tu dar uns pegas”. Ou até mesmo o levam para um “puteiro” pq acham q ele está assim por falta de mulher. Será que não seria a hora dos pais educarem seus filhos mostrando que ser gay não é uma coisa feia, nem suja. Educar os filhos para que eles façam a escolha que os deixarão viver mais felizes.

  2. Vou ter que discordar, acho que querer reduzir as dificuldades das lésbicas perante as nossas é um grande erro. No campo psicológico acho que sofremos da mesma forma, e que a família e a sociedade são intolerantes em níveis variados, indiferente do sexo dos indivíduos homossexuais. Acho que poderia destacar como único fator que me chama mais atenção que, no caso das mulheres, pelo menos a agressão física é considerada covardia, enquanto os homens gays na opinião de muitos “tem mais é que apanhar pra ver se vira macho” rsrs.
    É só minha opinião, mas acho que o primeiro passo para um mundo mais tolerante é pararmos de nos dividir (os que sofrem mais/sofrem menos; dentro do meio/fora do meio; assumidos/não assumidos). Devemos é nos unir, não importando ser gay, lésbica, bi ou hétero, pelo mundo justo no qual alguns de nós ainda acreditam…

    1. Diego,
      Com certeza, no que tange as lésbicas elas certamente não sofrem agressões físicas com os homens gays.
      Trouxe o tema para o debate para isso, trocar idéias, e pontos de vistas diferentes.
      Talvez mostrar que apesar de sermos o mesmo grupo, há alguns tem mais aceitações e outras não.
      No que diz repeito a lesbicas, acho que a familia mesmo não querendo, evita agredi-la com frases pesadas, como nos casos de nós homens gays que somos mais cobrados.
      Mas certamente isso não diminui o que se sofre como você bem disso.
      Continue comentando.

  3. Perante a familía todos sofrem o mesmo. Mas perante a sociedade vejo que as lésbicas têm mais aceitação pelo fato de serem “meio que” um fetiche para a grande maioria dos homens. Conheço vários que sonham em transar com duas mulheres ou +, como todas se pegando ou até mesmo ver duas mulheres transando. Tenho amigos heteros q curtem namorar mulheres bi apenas para transar á 3.

  4. Com certeza a aceitação social é mais fácil em se tratando de lésbicas, mas neste ponto entra um fator determinante.
    Nossa sociedade é machista por exelência e não poucos acreditam que uma relação para valer “algo tem de entrar”, na verdade muitas pessoas veem a relação entre mulheres como algo incompleto, pois se não há pênis não é sexo, veem como uma brincadeirinha, fato que minimiza o preconceito e enfraquece a relação lésbica (aos olhos da sociedade).

    1. Boa Giuliano, você chegou a um ponto que tanto para mulher quanto para homem pega. A nossa sociedade acha que se não há pênis não vale, se não há penetração, não é relacionamento. Isso dá um bom post.
      Nossa sociedade ainda tem esses preconceitos bobos.
      Continue comentando.

  5. Sei não hein…querendo ou não, depois do choque inicial, vejo muitas famílias sabendo lidar melhor com seus filhos gays do que com as lésbicas, que acabam, muitas vezes, sendo uma incógnita. Vejo estampado na cara de muita gente: qual é a dela? Isso tem a ver com o que o Giuliano falou, também. A sociedade gay é muito mais bem estruturada nesse aspecto, e portanto, a sociedade em geral conhece mais sobre ela. As lésbicas são mais dispersas, embora isto esteja mudando ultimamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s