Quando você está só e todos estão namorando

Vou começar este post com essa celebre frase:

“Antes só, do que mal acompanhado”.

Esse post dedico a minha pessoa. Ele também foi inspirado em um amigo que também é filho único, e que está passado pelo que estou sentindo ultimamente.

Um dia já senti isso, quando era adolescente, me sentia o mais estranho de todos, não sabia porque eu estava só, até tentava pegar mulher, mas dava tudo errado, achava que estava ficando doido. Eu sozinho e todos meus amigos namorando, felizes, de mãos dadas com suas namoradas.

Na época, eu não sabia o que realmente era (homossexual), estava me descobrindo de fato. Anos se passaram, e já sabendo o que eu sou, sempre tive dificuldades em ter um relacionamento de verdade. Eu tentei é claro.

Bem, o caso do meu amigo é um pouco parecido com o meu hoje,. Sai para o carnaval e olhava para todos os lados e via todos gays e heteros namorando, e eu só. Aquilo me deixava fora do eixo, me fazia sentir um peixe fora do aquário.

Não senti inveja, mas sim solidão. E perguntas me saltavam a mente. O que estava acontecendo comigo? Porque não consigo encontrar um cara que me entenda? Será que eu evitava encontrar alguém por medo de rejeição? De um não? Será que eu estava me fechado a pessoas bacanas que podiam querer gostar de mim?

Muitas perguntas, até agora algumas respostas, mas ainda uma grande confusão. Pois bem, com 34 anos estou, e o fantasma de meus 13 anos voltava a me assombrar.

Certamente eu sei que ponho algumas dificuldades, pois não me relaciono com caras do meio gls. Talvez preconceito? Talvez. A parada é que não quero modificar meu modo de ser, meus valores. E eles normalmente não curtem meu modo de ser.

Não deixaria de ir a praia só por causa da areia. Não deixaria de jogar futebol. De curti o samba e o carnaval de rua. Não estou afim de me meter em uma boate e ficar ouvindo só música eletrônica. Não quero ir para rua gay do Rio e nem para a praia gay. Não quero conviver somente com o mundo gay. Não quero viver em um guetto, achando que só ali serei feliz.

Estão ai os pontos que não abro mão.

Uma coisa eu sei, sou um cara atencioso, dedicado aos amigos, e me dedicaria também ao meu namorado.

E também estaria disposto a negociar, conversar e rever meus conceitos a depender da proposta do cara.

Só não como encontrá-lo. Está tão escuro esta caminhada. Me emprestem uma lanterna.

Domingo fui a um bloco no Parque do Patins na Lagoa, com um amigo e sua namorada ( ambos heteros). Estava curtindo o bloco, mas hora ou outra vinha aquele pensamento “como eu queria está ali também me divertindo com um cara que curtisse o mesmo que eu”. E olha que era uma coisa simples, dançar um pouco ali ao som de samba, marchinhas, sorri, conversar, sentar para descançar.

Voltando do aniversario da namorada do meu amigo, passei pela rua que cruza a Farme (rua gay do Rio), o carnaval rolava solto lá, tinha uns carinhas maneros, ai encontrei um amigo no caminho e ele me chamou para entrar lá e ficar conversando. Sabe o que eu fiz, fugi, falei que estava com sono e fui para casa. Talvez se estivsse ali encontrasse alguém, mas será que realmente não seria um flerte de carnaval, sexo e pronto. Sexo é legal, seria até bom. Pow, mas eu quero mesmo é um companheiro, uma amigo para dividir meu coração. Hoje queria colo e não sexo. Claro que aconteceria, mas queria colo antes.

E voltando para casa, ao cruzar por milhares de caras, tentava imaginar qual deles talvez poderia ser a pessoa que sonho.

Respostas não tenho, só sei que estou só. Que quero alguém, mas não sei onde ele está. Como encontrá-lo.

Deixo vocês com um vídeo bacaninha do “Valentines Day”

Continuem lendo outros post clicando aqui

Anúncios

12 respostas para “Quando você está só e todos estão namorando”

  1. “Não deixaria de ir a praia só por causa da areia. Não deixaria de jogar futebol. De curti o samba e o carnaval de rua. Não estou afim de me meter em uma boate e ficar ouvindo só música eletrônica. Não quero ir para rua gay do Rio e nem para a praia gay. Não quero conviver somente com o mundo gay. Não quero viver em um guetto, achando que só ali serei feliz.”

    Sinto a mesma coisa, tanto em relação ao mundo hétero quanto ao mundo homo (masculinos, no caso).

  2. amigo, acho q vc precisa realmente rever seus valores, não abrir mão deles mas rever … pq este preconceito com relação às ruas ditas gays, às praias ditas gays, às boates ditas gays … lá existem tb pessoas como vc … o mundo hétero tb existem mas tudo é muito mais difícil de ser explicitado …

    como vc mesmo afirmou, vc está sendo vítima da síndrome dos 13 anos … mas isto não é legal e só depende de vc vencer isto … perder os medos e as angústias e tb um pouco deste preconceito … tenho uma percepção clara sobre isto … o maior preconceito contra nós não está no mundo hétero mas dentro de nós mesmos …

    reflita um pouco …

    seja feliz …

    bjux

    😉

    1. Fal Paulo!
      Manerão receber sua mensagem pela manhã!
      É estou tentando por a cabeça no lugar, pior que nem bebi, e está uma ressaca de idéias.
      Vou tentar rever alguns conceitos que tenho formulado.
      Mais uma vez valeu pelo apoio!
      Bjss

  3. Concordo com o Paulo em tudo. É difícil deixar os preconceitos de lado, eu sei. Eu mesmo tenho dificuldades pra lidar com isso também.
    Mas olha, o mundo gay não deve ser tão terrível assim. Não precisa você deixar seu futebol e suas coisas de lado e nem precisa você passar a se vestir de rosa e falar como uma mulher. É só achar o equilíbrio entre as coisas…

    Vai que o cara que você ta esperando ta lá. Bem debaixo do seu nariz.

    Deixar O cara passar em branco por causa do lugar onde ele se encontra seria horrível… :/

    De qualquer forma, felicidades e bom carnaval.

    1. Fala CP,
      Talvez meu trauma com o mundo gls, tenham sido alguns pessoas erradas que connheci.
      Tomara que as suas palavras, que quem sabe o cara esteja bem ali, e eu não esteja vendo me deem sorte! rs
      Valeu ai pela força e pelos conselhos!!
      Continue comentando!
      Bom carnaval, pois tem muito lugar que carnaval continua rs! Só hoje pude lhe responder, porque no carnaval meu PC seu pau e só hoje voltou ao normal.
      Abraçooo

  4. Olá Koe.

    Faz tempo que não teclamos hein?

    Mas cara, putz…
    Nem todos os gays acham que viver no mundo gay é ser feliz… (eu não acho).

    Ah.. não sei… Mas quando fui pra boate tinha muita gente que era bacana sim, MUITA!

    Acho que você generalizou demais.

    É igual falar que só gay tem AIDS.

    Sua opinião é sua opinião, entendo.

    Você pode jogar futebol sendo gay, você pode ir a praia sendo gay, curti outros tipo de som sendo gay…

    A palavra gay é um rótulo da projeção dos que mais aparecem. (infelizmente).
    Falando assim, é apenas colocar mais lenha na fogueira, mais homofobia.

    “Que quero alguém, mas não sei onde ele está. Como encontrá-lo.”
    Mas…
    “Antes só, do que mal acompanhado”.

    Eu sei que é difícil encontrar alguém… No mundo gls. (experiência própria).

    Anyways… Video bacana mesmo.

    Abraços.

    1. Fala Pablo!!
      Só hoje estou conseguindo lhe responder, porque a tecnologia me deixou na mão em pleno carnaval. rs
      É talvez eu tenho exagerado um pouco. É que a aqui no Rio as boates as vezes mais parecem uns açougues, a parada é que aqui as coisas são meio rotativas demais, isso não sei explicar o porque.
      E talvez eu tenha ficado com uma ruim imagem dos ambientes que fui, por causa de algumas pessoas que encontrei.
      Estava ate comentando isso esse final de semana com um cara que conheci.
      Depois te conto mais !!!
      Abraçao e valeu pelos conselhos!
      A

  5. Olá,

    Putz, continuo no msm pensamento, ambientes gls são para encontrar uma cara metade sim!

    Ok, ok. Não dá pra pensar que um local assim vc VAI encontrar alguém legal, mas é um ambiente como outro qualquer, você pode OU não encontrar alguém bacana, da mesma forma que poderia ser na academia, no trabalho, na rua, no ônibus, etc.

    A diferença é que é um ambiente em que todos gostam da mesma coisa. É foda vc se aproximar de alguém, sentir algo especial e quando vai colocar as cartas na mesa descobre que o cara não gosta da mesma coisa que você. Tempo perdido!

    E a generalização ocorre apenas para simplificar, mas não dá para acreditar que só tem gente em busca de sexo em locais gay friendly. Tem gente legal SIM, só que não aparece pois o exagero é mais chamativo. Digo por exagero caras que vão lá só para sexo, tome para isto gente andando sem camisa, vidrada em todos que passam em volta, o próprio dark room…

    Bom, sei lá. Não gosto de héteros porque eles não gostam de mim. Mas nem por isso deixo de conviver com eles. Só acho que no momento do romance temos que cortar algumas etapas, por exemplo, saber se o “cara é ou não é” é uma coisa que pode ser evitada sem maiores traumas.

    Abraços e fiquem com Deus.

    1. Fala Alexandre,
      Blz cara!! O parada foram os ambientes que fui, os caras que imaginei serem bacanas, diziam uma coisa e eram outra.

      Essa crise de encontrar alguém geral está enfrentando, tanto amigos meus heteros, quantos os homo como eu, geral fala que todo mundo quer algo serio, mas no fundo não quer.

      Vou tentar seguir alguns conselhos que vocês estão em dando. Como falei em outros comentários, deve ter sido trauma de algumas pessoas que convivi por um tempo, ou até mesmo de algumas boates aqui do Rio.

      Bacana você falar que convivi com todos! Isso aeh, temos que interagi.

      Gostei dessa sua frase:

      “Só acho que no momento do romance temos que cortar algumas etapas, por exemplo, saber se o “cara é ou não é” é uma coisa que pode ser evitada sem maiores traumas.”

      Abraçao e Fica com Deus também!!!

  6. incloset (lembra que esse é seu nome pra mim) isso que você sentiu na adolescencia fas parte da vida de todos nós do meio. sabe aqueles gays bem sucedidos na profissão, invejados, profissionais meticulosos e imbativeis no ramo em que atuam, seja de moda, beleza, maquiagem, literatura ou ciencia? pois então, é isso que eles se dedicam nas horas em que os heteros estão gastando: namorando, bebendo e no futebol. Lógico que nada disso é errado, mas é que tem otario que só vive simplesmente pra essas três coisas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s