Diferenças entre Gay e Homossexual

Um dos nosso leitores pediu que conceituassemos as diferenças de Gay e Homossexual. Segundo ele, são a mesma coisa. Então hoje nosso post (polêmico) tentará apontar diferenças. Não para excluir membros do conceito maior homem homossexual. Mas sim, para expor as fraturas que tentam nos impor como padrão e verdades. E para pregar diversidade e liberdade.

Primeira coisa. Homossexuais são diversos. Tem os ursos, os afemenados, os mais “masculinizados”, os trans, os que só querem observar o corpo masculino, etc. O ponto é partir da premissa diversidade. Fato que muitos no meio não querem, pois brigam e levantam a bandeira para um padrão, que visa em muitos casos apagar a diversidade que existe entre todos nós.

Há pessoas que dizem, Homossexual tem mais haver como sexualidade, igual ao sentido da palavra Heterossexual. Então como classificariamos os heteros? Teriamos que chamá-los de Straight? Vou mais além. Gosto de comparar a palavra Gay com a palavra Bullyng. Ambas importantas, esta última em moda, e mas nada mais é do que a palavra precoceita dita de forma bonitinha e “charmosa” por uns modista de plantão.

Independente de siglas, conceitos. Hetero e Homo são nada mais nada menos que seres humanos, e muita gente se esquece disso. Do jeito que as coisas andam vão propor o uso de número para se definir pessoas. O que é um absurdo.

O que sempre falo aqui, e tem gente que não entende; é que existem diferenças entre Homo e Gay. Quando falo gay, falo em estilo, em padrões comportamentais. Primeiro, homo sempre existiram(ão). Mas de umas décadas para cá. Mais fortemente na década de 90. O estilo Gay foi propagado como uma verdade. Vejo nisso uma grande coisa mercadológica/empresarial ($). Não sou contra o mercado e nem contra capitalismo. Eu gosto de $. Porém, não é por isso que vou seguir e eleger icones que elegeram como o padrão certo a ser seguido para definir como devem ser os padrões de um homo, que aliás não é o padrão dos milhões que estão visíveis e/ou invisíveis.

Segundo ponto. A estetica gay elegeu a ideologia altamente vaiodosa, o culto a beleza e ao corpo. O elemento estética é mais forte, e faz parte do psicológico e dia-a-dia. Eu me cuido, mas não quero eleger isso como o oxigênio da minha vida. Vão dizer “isso tem nos heteros” Sim tem, porém, em muita menor escala que nos gays. No caso dos gays isso acaba sendo até fator relevante de escolhas de relacionamentos, padrão para se ser aceito no grupo, e até amizades. Algo que eu classifico como perverso.

Vejam bem, eu estou apresentando a minha teoria baseada em padrões, estilo, e não em “gênero” (vejam que coloquei essa palavra entre aspas). Deixo isso bem claro.

O Gay tem um estilo próprio de se vesti. Ex há um padrão igual da maioria dos gays em corte de cabelo (e isso existe); o modo de se vestir, marcas são eleitas como as que devemos usar; o modo de escupir os corpos na malhação (existe diferença dos heteros e homo, procurem observar) que malham; os estilos de música que são eleitos como as que o gay deve ouvi, eletrônica (eu ouço, mas me dou o direito de ouvir de tudo, música deve ser apreciada sem limitações, apesar de gostos mais para um estilo do que para outro).

Não estou dizendo que o indivíduo com estilo gay e o indíviduo com estilo homo (mais livre) seja melhor ou pior do que o outro. Só apenas, vejo diferenças entre eles. Um segue o padrão que é passado como o correto (na linguagem) de etiqueta gay, e o outro não. E aqui vou abrir mais uma teoria. Colocando o subgrupo gay dentro do grupo matriz.

Homossexuais (matriz) : -> gay (subgrupo) ; -> afemenados (subgrupo) ; -> lesbicas (subgrupo); -> ursos (subgrupo) ; -> masculinizados (subgrupos) ; trans (subgrupo) ; -> s&m (subgrupo) ; -> nerd gay (subgrupo) ; etc.

Cada sociedade, ou grupo de indivíduos tem subgrupos falando antropologicamente, e isso não é diferente entre os Homos. Isso sim, é que dá o carater DIVERSIDADE. O que muitos não entendem! Se pudessem, eles imprimiriam o padrão e estilo gay para todos, apagando essa diversidade. Outro ponto, é que também se esquecem que existem em todos esses subgrupos pessoas com características comuns umas das outras. O que graças a Deus serve de barreira para o que chamo de ditadura mercadológica de estilo e padrão gay.

Depois dessa teoria, e análise meio antropológica… rs Vai ter muito ativista gay, puto com este blog. Porém, alguém tem que levantar a voz, e trazer debate ao tema e ao meio GBLST. E parar daquela mesma mesmice de gritar que os erros só estão na visão dos heteros para com os gays; e nunca ver os erros que existem na visão dos gays contra outros homos.

Volto a dizer, no meio disso tudo está algo que todos nós, esquecemos. Algo maior que siglas, marcas, e esteriótipos. Algo mais importante. Mas que é deixado de lado em nome de bandeiras bobas. Esse elemento mais importante, e esquecido se chama SER HUMANO.

Continuem lendo outros posts clicando aqui

Anúncios

15 respostas para “Diferenças entre Gay e Homossexual”

  1. Vamos lá…post polêmico mesmo.Primeiramente a palavra gay é originariamente inglesa e o não tinha conotação sexual-significa(va) alegre , feliz. Sendo utilizadas em várias literaturas americanas principalmente anterior a década de 20.

    “Gay (<latim tardio gaiu, pelo francês gui, ao inglês gay = "alegre, jovial"), ou, mais raramente, guei, é um termo de origem recente inglesa que é utilizado normalmente para se designar o indivíduo, (homem ou mulher), homossexual.

    …o termo gay, já marcado pela conotação sexual, ao ser difundido pelos países lusófonos, era utilizado principalmente de forma pejorativa contra homens gays. Contudo, a utilização da palavra pelos próprios homossexuais, a se referirem a si mesmos, fez com que a conotação negativa fosse amenizada. Em outras palavras, os homossexuais apropriaram-se da palavra, na busca de retirar-lhe, assim, a carga insultuosa."

    Também procurei em alguns dicionários e na grande maioria todos CLASSIFICARAM gay como homossexual, relações afetivas com o mesmo sexo.

    Entendo seu ponto de vista, até mesmo por você acreditar que a referida palavra faz parte de um subgrupo, mas acredito ,assim como o leitor, que homossexual e gay partem da mesma premissa.Talvez ficaria mais "cabreiro" se falassem que tem a mesma conotação de "bicha" , "viado", pois ambas para mim tem significado pejorativo e restritivo.

    E ao final , concordo que mais que quaisquer classificações todos nós somos indubitalvelmente únicos,com jeitos , gostos e sexualidades diversas… somos mais! Temos que abrir nossas mentes e despir de preconceitos para encontrarmos nossa paz, nos amar e tudo mais virá como consequência.

    "Se um indivíduo se condena por cada palavra, pensamento , palavra ou ação, certamente o fará com os outros!".Fica a dica!

    obs IMPORTANTE: Blogueiro ,assexuado pela própria formação da palavra não significa homossexual.Ele pode até descobrir-se posteriormente assim ou mesmo hétero. Mas essa discussão fica para outro post.hehehe

    Abraçãooo a todos!

    1. Fala ai Thiago,

      Alguém tem que por lenha na fogueira rs

      Tipo, no caso do uso da palavra gay, quis colocar aqui no Brasil, como um padrão e estilo, porque tem um grupamento de pessoas ou subgrupo que se comporta e inclusive é contra os demais, os classificando de que estão traindo o movimento, por não se comportarem assim ou assado.

      Um exemplo é o que amigos gays me diziam “Se não é lugar gay, não presta” “Se não é galera gay é muito careta”

      Se me chamem de viado kkkkkk ai falo: tá bom, sou viado, mas sou mais homem que muito homem, que foge da briga. rs

      Vou corrigir a parte do assexuado blz. Valeu pela dica

      E ótimo você iniciar o debate.

      Grande abraçoooo e ótima semana!

  2. Acredito que seja qual for o termo, serve apenas para rotular o que não deveria ser um rótulo. Isto caso vivêssemos num mundo perfeito, é claro. Compreendi a utilização que vc dá ao termo “gay”, pelo que entendi é um termo que vc usa para definir comportamentos pré definidos e modismos que tentam impor a quem é homossexual (tanto sociedade, mídia, os próprios grupos diferentes dentro do universo GLBT). Sou contra qualquer tipo de imposição de como uma pessoa deva ser, se comportar, vestir, etc., mas desta forma que vc expõe, vc próprio está rotulando aqueles cujo comportamento não aprova. Todos nós fazemos isto em variados níveis, mas as pessoas não são obrigadas a se adaptarem à nós, e tampouco nós à elas, então sou partidário do “cada um na sua”. Como o Thiago escreveu, a palavra “gay” foi mesmo apropriada pelos próprios, então nem todos irão entender o seu ponto de vista.

    1. Fala Paulo. Bacana seu comentários.
      Os pontos de vistas são diversos, mas é bacana que isso traz debate, e traz luz e compreensão ao tema.
      Valeu por participar deste debate. E continua a comentar.
      Grande abraço

  3. Penso de forma mais ou menos parecida, por isso nem achei o post polêmico, rs, acho que o termo gay carrega ainda de forma bem forte a idéia de um “estilo de vida”, um padrão dentro do homossexualismo.

    E por mais que não seja tão pejorativo quanto bicha, viado, etc, eu ainda assim considero um termo pejorativo com um toque de eufemismo, até pela raiz dele (alegre), já que passa a idéia de uma pessoa “feliz”, “alegrinha”, como se aqueles que pertencem a esse meio “alegre” fossem diferentes do resto, então a impressão que eu tenho é que pra maioria hétero “gay” passa a impressão de fútil (uma pessoa com preocupações mais estéticas, etc), enquanto que pros gays “militantes xiitas” passa a idéia de superioridade (o gay é a raça pura), e não acho que nem uma nem outra sejam boas, já que a maioria só queria mesmo ser visto como igual.

    Pra mim o melhor mesmo seria que não houvesse essa necessidade de rotular, mas como isso é meio impossível, eu (particularmente) ainda prefiro o termo homossexual.

    Abraços!!

  4. Complementando com exemplos mais “concretos”, já ouvi de algumas pessoas que conseguiriam conviver com homossexuais, mas não gostavam de gays de jeito nenhum, e quando eu peço pra explicarem qual a diferença de um e outro a resposta é sempre a mesma, o gay é o “viado escandaloso” e homossexual é o “viado discreto que parece ´homem´”, então acredito que o termo que vão usar pra te descrever é indiferente, dependendo mais do sentido que se da à ele (nesse caso ambos são pejorativos e inferiorizam, a diferença é que o “homossexual” se ficar quietinho e escondido eu até finjo que tolero).

    Como disse prefiro o termo homo porque acredito que abranja a homossexualidade como um todo, sem distinção, mas no final das contas a intenção que a pessoa tem ao te chamar de qualquer coisa é que vai tornar o termo ofensivo ou não…

  5. Legal o comentário do Thiago. Atualmente está acontecendo a mesma apropriação com as palavras fag (bicha) e queer (viado/sapatão) pelos homossexuais para torná-las menos ou não ofensivas aos homossexuais. Também acredito que todos são diversos, mas como alguém disse vc está rotulando também, principalmente ao dizer: ” o modo de escupir os corpos na malhação (existe diferença dos heteros e homo, procurem observar)”, então vc já está dizendo que vc é diferente dos heteros, mas tem posts que vc diz que não é diferente pois gosta de futebol (identificado socialmente com o homem hetero, mesmo não sendo). E também acho que devemos parar de nos limitar, só pq alguem é um viado escandaloso não merece a amizade de alguem? É claro que cada pessoa convive com outras que acha que combina, mas se não for ter amizade com um viado escandaloso, também não seja amigo de um homem hetero homofóbico (tem muitos que tem estes amigos, pois eles não sabem da pessoa).

    1. Fala Garoto,
      Essa parada do corpo é verdade, e quando frequentava academia via até piadas, gays falando que o corpo de gay é melhor que hetero, acho que o gay escupe o corpo mais na verdade porque o corpo acaba sendo um destaque maior. Mas cada um escolhe o jeito que faz.
      Eu tenho amigos que qualquer pessoa falaria é um viado escandaloso, e não tenho vergonha alguma de falar com ele onde estiver. Mas prefiro não ter amigos que põe a vaidade acima da pessoa humana, esses prefiro mudar até de rua seja ele hetero ou gay. Prefiro a simplicidade das pessoas.
      Mas bacana ai, continua a comentar.
      Grande abraço

  6. Bem explicativo o post.
    Da abertura a discurssões.

    Olha o termo politicamente correto é homosexual, gay,viado,bicha e tantos outros no Brasil são usados de forma pejorativa.

    Em relação a comparação gay e homoseual, realmente o segundo é mais abrangente e abrange varios comportamentos e o termo gay é um derivado dele

  7. Achei um exemplo interessante sobre isso, rs, recebi um link de lançamento de um jogo de tabuleiro (jogo da vida) lançado pela Nebacetin como material promocional. A proposta é “modernizar” o jogo então incluiram divorciado, filho adotivo, gay… Dêem uma olhada na imagem do gay:
    http://www.nebacetin.com.br/jogodavida/jogo.php?area=http://blogdebrinquedo.com.br/2011/09/26/jogo-da-vida-familias-modernas-da-nebacetin/

    O carro do gay é o rosa choque, a ilustração é um cara fortinho malhando. Outro ponto interessante, nas cartas das situações do dia-a-dia havia coisas como: “você precisa visitar a boate nova do seu amigo” ou “Próxima parada: viagem à São Francisco”.
    Não critico esse estilo de vida, cada um vive à sua maneira, o problema é que assim reforçam estereotipos e surgem essas distinções que a gente está discutindo aqui, “gay” acaba sendo associado à esse padrão de gostos/comportamentos na maioria das vezes.

    1. Mais uma vez o Alexandre nos traz uma coisa que prova o que tenho falado aqui.
      Interessante essa informação que você traz.

  8. Alexandre, achei muito engraçada esta história do jogo, e bem ilustrativa de uma imagem pré concebida do que é ser gay/homossexual. Claramente a equipe responsável pela sua concepção tem uma ideia bem específica do nosso grupo…ou isso ou fizeram uma pesquisa de campo e descobriram que só os malhadinhos que dirigem carros rosa compram a pomada, o resto de nós prefere os genéricos!!!

    1. Paulo, acho que é as duas coisas, imagem pré concebida e a pesquisa de campo em certas grupamentos gays que confirmam essa visão pré concebida. Isso é pessimo, porque é esse padrão que assimilados por nós, e acaba matando a diversidade e diferença entre as pessoas, o que seria mais bacana dentro de um meio que prega da boca pra fora a palavra diversidade.
      Também estou contigo, prefiro os genéricos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s