O diário de um gay não gay: sou homossexual

Quando o carinho e a atenção faz o seu coração achar coisas sem sentido

In amor entre homens, bissexuais, casamento gay, comportamento, dúvidas, dentro do armário, descoberta sexual, diferenças, discriminação, escolha sexual, gays, gosto de homens, homossexuais, opção sexual, preconceito, primeira vez, psicologia, revista gay, shelter o filme, sou gay on maio 10, 2012 at 1:57 am

Mais um post inspirado na solicitação de leitor e em momentos que passei.

Bem as vezes, há amizades que nos confudem, e há até outros caras que curtem homens que de tanto nos tratarem de uma forma carinhosa, e atenção além do esperado acabam nos levando a sentir amor. Amor e paixão não é errado, quero começar este post dizendo isso. Eu prefiro que uma pessoa me ama, do que me odei.

Mas a questão aqui neste post é que alguns caras realmente nos tratam de uma forma única e nos leva, ou levam nosso coração cegamente a ama-los.

Eu já passei por isso, dois amigos que me tratavam de uma forma única e eu acabei ficando apaixonado, fiquei meses assim, era bacana, me completava, mas eu não podia tê-los.

O negócio é sentir, e ver qual a da pessoa, se ela se comporta como um amigo carinho e atencioso, ou se comporta com um plus a mais, como seu namorado.

Bem, o post hoje é curto, agora é com vocês nos comentários.

Continuem lendo outros post clicando aqui

  1. Grande e romântico Cabeça.
    Tava aqui, agora, há pouco – imerso em milhões de outras questões práticas.
    Preparando uma viagem, mergulhado em preocupações do dia-a-dia…
    Então, pensei em escapar por alguns instantes.
    Entrei no “armário” – e …
    Depois de ler o post da semana, to …
    Suspirando;
    Com a alma lavada;
    Renovado …
    É por essas (e outras) que ando ligadão nesse cara !
    Abraço

  2. Aiai… Meu coração ainda é besta viu amigo!!! rs
    Meus medos ainda me deixam com a guarda muito baixa em relação a sentimentos como o amor… É um aparecer correspondendo algo sem intenção que ele acaba achando que é intencional.. rs
    dos relatos que lhe fiz… Esse meu amigo, é assim se ele conseguir me parar ou eu me aproximar para saber como ele anda e talz, fico nervoso, coração dispara… só eme ele olhar pra mim e sorrir já viu né é K.O kkkk
    Como domar esse coração cegueta? rs
    Adorei o post, não some tanto viu, achei q depois q vc fez o ultimo abondonou o blog rsrsrsrs

    Abração

    • Fala Diego,
      É o amor!
      É correria da semana. Ms prometo, vou escrever mais.
      Grande abraço

  3. E como eu tenho um blog pseudo-homo-literário e de conteúdo apenas e tão somente pessoal, eis que mais uma vez recorro a você a fim de divulgar algo.
    Grata surpresa é que o vídeo tem tudo a ver com a atual fase do blog, dá o play e se delicia com esta maravilha – e claro compartilha com os leitores. Abraços.

  4. Perfeito Giuliano !

    Parafraseando o que o Cabeça disse – “prefiro que uma pessoa me ama, do que me odeie” -, este vídeo é um ícone da verdade: existem pessoas que não aceitam amar.
    Preferem odiar, pelo prazer de odiar (se é que isso é possível)…
    Rejeitam o que realmente sentem, por puro preconceito (autopreconceito).
    Contaminados pela “doutrina de que isso é errado”, com a qual foram aculturados por anos, as vezes décadas, orientação passada de geração a geração.
    Passam a vida ignorando os sentimentos, a vontade, o desejo, a verdade em torno do que sentem, por pura falta de informação, vergonha, preconceito…
    Não há nada de errado no amor entre iguais. Nada …
    O Giuliano foi extremamente feliz em nos brindar com essa pérola (riqueza dos diálogos) de filme, muito adequado ao último post do nosso blogueiro …
    Nota 10 !!!

  5. Gosto muito do seu blog cabeça…

    Tenho um amigo assim… Posso dizer que ele é o amor da minha vida… E hoje fico sabendo que ele vai ser pai… E ao dizer que vou me afastar por conta disso, pois agora independentemente de um possivel sentimento dele por mim, um filho é um caminho sem volta… Ele me diz que não precisava ser assim… Percebi que mesmo ele nao retribuindo… Ele gostava das minhas declaracoes e da atencao que eu dava a ele…

    Uma amizade estranha…

    As vezes eu paro e penso… Porque a vida tem que ser tão complicada?

    Abraço

    • Sandro,
      Não se afaste. Amizade é uma prova de amor.
      abraços

  6. Parabéns pelo post cara, me identifiquei com cada palavra presente nele. Eu tenho 19 anos, há 4 anos quando ainda estava no ensino médio, e tudo era mais confuso, me descobri sentindo algo diferente por um amigo. Só entendi que era paixão quando no terceiro ano ele mudou de escola e comecei a sentir muita falta e pensar nele todos os dias. Mas foi então, quando não estava mais presente no meu cotidiano, que fiquei mais próximo emocionalmente dele, saíamos no fds juntos, sozinhos ou com amigos em comum e tudo foi se esclarecendo pra mim, até que em certo ponto consegui me aceitar.Um ano se passou e quando e eu estava disposto a contar pra ele sobre minha orientação sexual e tudo o que eu sentia, ele me falou que estava saindo com uma garota, e como estávamos próximos ele contou sobre todos seus desejos em detalhes. Aquelas palavras me atingiram de uma forma tão violenta que não consegui esconder… estava estampado na minha cara a desilusão, não conseguia abrir a boca nem para parabenizá-lo, a dor que eu sentia naquele momento era tão grande, era quase física. Nesse momento eu percebi que nossos mundos eram diferentes, não havia, como na história de Romeu e Julieta, outras pessoas nos separando, não era a menina mas sim nós mesmos, eu vivia no mundo verde e ele queria o mundo vermelho, se eu quisesse que ele me compreendesse e aceitasse no futuro eu precisaria respeitá-lo enquanto hétero e nunca falar sobre meus sentimentos. Cada dia se tornava mais angustiante, eu tentava de todas as formas me afastar dele pois já não suportava mais sofrer, e nenhum outro menino ou menina me parecia tão interessante. O tempo não parou para me ver sofrer, foi soterrando minha angústia com acontecimentos novos. Não sei dizer se foi mais doído resistir às tentativas de reaproximação ou perceber que ele havia me esquecido. Hoje nós estudamos na mesma universidade federal, porém em blocos diferentes, evito a todo custo encontrá-lo, pois sei que apesar de ter prosseguido com a minha vida, não consegui apagá-lo e jamais conseguirei esquecer tudo o que ele representou pra mim. É incrível como esse relacionamento que nunca aconteceu tenha me ensinado tantas coisas sobre a vida, me apresentado ao mais poderoso mestre, O TEMPO e me ensinou qual o real sentido da vida: O AMOR, que nem sempre será uma via de mão dupla, mas ainda assim é uma estrada linda que vale à pena percorrer, e pagar o preço cobrado em todos os pedágios.

    • Fala Ulysses,
      Bacana seu depoimento.
      O tempo ensina, e toda experiencia é valida, para podermos apriomorar, é certo que com a apixão e o amor não há uma formula.
      Cada circunstancia é uma novidade e cada relação se apresenta de uma forma.
      Mas os ensinamento que você aprendeu são fundamentais. Mas não tenha medo de amar.
      abraços e sucesso

    • Oi , tudo bem …, parece que fui eu que escrevi seu texto , acontece algo assim comigo , ainda tenho uma diferença de idade de 22 anos , ele se diz totalmente hetero , me conta suas aventuras em detalhes , que beijou , ficou , está interessado , o que elas dizem pra ele, do cheiro dele , o grande problema é que tenho que trabalhar com ele , o vejo quase todos os dias , meu trabalho é um dos mais preconceituosos que exisrtem ,queria me afastar para não sofrer mais , choro todos os dias , não sei o que fazer,
      Nunca acreditei no amor , parece um castigo , AMO ele demais , é tudo na minha vida, sempre será… apesar dele não saber , gostaria de dizer tudo o que sinto por ele ,…
      abs

  7. PS: O cara dessa história não é o meu MELHOR AMIGO,era um conhecido, que virou amigo e depois se tonou minha paixão platônica kkkk. Tenho um melhor amigo de muitos anos, mas não assumi pra ele minha homossexualidade, aliás para ninguém… Mas o outro texto sobre “assumi para o meu melhor amigo” me encorajou bastante. Obrigado por compartilhar.

  8. Faz mais ou menos uma semana que venho trocando olhares com um menino,que aparenta ter uns 18, da academia.Porém, a nossa troca de olhares é muito rápida(quando estou fazendo alguma modalidade percebo que ele olha para mim) e eu não sei se realmente ele estar afim .Ás vezes fico pensando que é coisa da minha cabeça e que jamais ele iria paquerar comigo(afinal de contas, ele não tem aparência de ser homossexual).Bom,essa situação estar me deixando confuso pois eu não sei oq fazer,já pensei até em cumprimenta-lo mas ainda não tive coragem.Vou procurar ser o mais discreto possível , tentar conversar com ele e não olha-lo de uma forma descarada.Pois é,espero que essa desconfiança seja verdade pois ele mexe comigo.
    Abraços

    • É Daniel…
      Já tive essas sensações rs…
      Já conheci pessoas que em certas situações elas me deixavam com um pulga atraz da orelha… As vezes era só impressão mesmo, algumas já cheguei a comprimentar e puxar papo quando dava, e outras mesmo tendo um contato melhor conversando as vezes sempre fica algo diferente no ar…
      O coração sente, mas as vezes não é aquilo que aparenta ser, tem que ser cuidadoso nessas horas.

    • A conversa é o melhor caminho, falar de temas que vocês curtam para se aproximar. Para ser homo não precisa ter aparencia, só precisa sentir.
      grande abraço e sucesso

  9. Olha só …
    Se o Cabeça me permitir, Daniel, digo a você que essa estória
    de “aparência de ser homossexual” não tem muito fundamento e ta meio fora de moda.
    Não há como se saber como a pessoa vive (o que quer e o que pensa) apenas pelas aparências. Tem caras, muitos mesmo, que nada tem de aparência gay.
    Aliás, como diz o ditado “as aparências enganam”.
    E dar pinta de gay (apenas pra dar pinta) não tá com nada.
    Conheço muitos caras que não tem a menor identificação com o chamado “mundo gay” – absolutamente nada – e, no entanto, gostam de homens, ficam com homens, vivem com homens…
    O que interessa é o que a pessoa quer pra si mesmo.
    Então, se o carinha “mexe com vc”, permita-se pelo menos um flerte, um cumprimento desinteressado, um aceno de abertura – pra começar – que isso não tira pedaço, não mexe com os brios de ninguém, e, melhor ainda, o resto vem com naturalidade…
    Não tenha receio de viver e não perca a oportunidade de conhecer alguém q pode ser muito legal !
    Abraço.

    • Tem pelan liberdade Leo.
      Gostei bastante do seu comentário. Vou utilizar num post.

    • Com certeza vc tem toda razão,existem muitos caras por ai q são gays e não aparenta.Mas,nunca cheguei a conhecer um cara desse tipo e por isso que eu ainda possuo esse pensamento besta…pois é,vou cumprimenta-lo e tentar puxar um assunto com ele,mas de uma forma natural.

  10. A alguns meses vivo uma situação que tem me deixado louco. Estou amando!
    Esta é uma frase que eu imaginava um dia dizer enquanto viveria uma bela historia romantica, mas não é assim que as coisas acontecem.
    O amor chega de forma silencioso e rapida, a pessoa que você irar amar pode estar mais perto do que você imagina. Foi isso que aconteceu a mim, de uma hora para outra estava apaixonado pelo meu amigo.
    No começo foi dificil, nunca antes tinha passado na minha cabeça amar outro homem, e derrepente estou amando meu melhor amigo e ele nem sabe disso.
    A dor de não estar ao lado dele aumenta a cada dia, penso nele todas as horas dos meus dias.
    Nos ultimos tempos tenho buscado por sites e blogs que abordem este assunto. Busco relatos de quem ja passou ou ainda passa por isso. Busco um alguem que me diga: ‘Va em frente, diga para ele o que você sente. VAI FICAR TUDO BEM!’
    Então, se você ainda não ama, prepare-se! Por que o amor pode chegar da forma mais inesperada.

    • Fala Daniel,
      Pois é, eu amo meu melhor amigo. Uma experiência única, bacana, ele ainda não sabe oficialmente, mas sabe nas entrelinhas.
      O que posso te dizer é que seja paciente, o tempo é seu melhor aliado. Que haja com calma e analise tudo, e siga seu coração.
      Grande abraço e sucesso

  11. Continuando…
    Ainda é cedo, agradeço aos ceus por isso. Li alguns comentarios acima e percibi que algumas pessoas esperam muito tempo e por fim acabam por perder para sempre a pessoa que tanto ama!
    Hoje estou no segundo ano do ensino medio e ele tambem. Ainda ha tempo de dizer o que não foi dito.
    Apos acompanhar algumas historias aqui no site percebi que algumas historias terminam bem, outras bem mau. Farei de tudo para que no futuro possa dizer a mim mesmo que fiz todas as escolhas certas!

    Uma musica para o que vivo: Please don’t leave me – Pink (Aconselho ouvir musica com letra ou tradução)

    • Torço por você que sua historia seja feliz.
      vou ouvir a música
      abraços

  12. Hoje o dia não foi facil, foi o primeiro dia de aula apos uma semana de recesso. Sofro todos as vezes que olho para ele, tenho vontade de sair correndo e chorando, tenho vontade de contar tudo para ele mas não tenho coragem, talve seja medo. Neste mometo escrevo enquanto ouço cannoball – damien rice e olho para ele sonhando por um futuro melhor!

  13. Sou novo aqui e o meu amigo me tratava d um jeito q so ele fazia,fazia.
    Eu me apaixonei por um cara etero q ficou ano passado com uma amiga minha e que homo, so que ela queria fazer um teste e eles ficarao so q ela ,se voce olhar ela sem conhecela voce diria q ela é um garoto porque ela nasceu com as feicoes de um garoto. Mas ele é etero e no começo do ano ele me deixou ficar acariciando a perna dele no canto da sala d aula escondido e depois d um tempo ele nao deixou mais ,e agora ele ta ficando com uma amiga minha e cada vez q vejo eles de agaramento eu choro ,eu agora estou afastado dele pq eu descobri q ele astava me usando para ter algumas vantagens ( pq eu havia prometido a ele q nunca negaria nada a ele ) e decidi nao ser usado mais.
    O que devo fazer? Preciso de ajuda

    • Com o coração nao tem um conselho, uma receita de bolo, mas se você descobriu isso dele, nao ceda, seja forte para não se ferir.
      Abraços

  14. estou nessa situação. Onde eu trabalho tem um cara, que me trata muito bem, é gentil, educado, sempre me cumprimenta, pergunta se estou bem ou não. Isso me deixa louco, estou morrendo de amores por ele, quando ele me sorri minhas pernas tremem. Ele não sabe que sou gay, e não tenho coragem de contar, tenho medo de ele refutar essa ideia e eu perder a amizade dele, ele é casado e tem 2 filhos. Eu sofro com isso.

    • Alguns heteros são um sonho, o modo que nos tratam nos fazem sorri para vida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: