O diário de um gay não gay: sou homossexual

Amor, sonhos e incertezas

In amor entre homens, bissexuais, boate gay, casamento gay, cinema gay, comportamento, dúvidas, dentro do armário, descoberta sexual, Dia dos Namorados, diferenças, escolha sexual, esteriótipos, gay, GLBT, homossexuais, namoro gay, namoro um homem, preconceito, primeira vez, revista gay, sexo, sexualidade, shelter, sou gay on maio 30, 2013 at 11:10 am

A cena começa com o nome de uma garota, ele eufórico, todo bobo, sonhando da mesma forma que eu sonho com ele, talvez eu esteja me precipitando. Mas hoje, vou compartilhar com vocês uma parte da história que pode acontecer, eu amar um cara que vai para os braços e de uma garota…

Eu sonhei bastante, era realidade, e agora me deixa instável, me traz medo, eu sonhei décadas pelo que estou vivendo, nos últimos meses fechei muitas feridas, algumas estão ainda abertas e me assombram, e mais uma parece querer nascer.

Eu não pedi para amar um hétero, mas também, não posso impedir que uma pessoa seja feliz, apenas pela primeira vez na vida queria viver meu conto de fadas, a minha história sem ser enganado, sem ser somente um objeto, sem ser o aparelho sexual.

E nós construímos uma história bonita de um ano de oito meses, para ele é amizade, para eu amor de verdade, realçado por lances de curiosidade e medo, mas parece que isso vai me levar para a porta na cara que eu sempre vivo e tomo a anos.

Dizer a vocês que é ruim amar ele é mentira, não é, ele é doce, instável, guerreiro, bravo, é menino, é tudo que sonhei, me tira do chão e me faz ir além de onde nunca pensei ir junto com alguém, ou até pensei.

Mas, mesmo que ele fosse bi, ou sei lá o que, os amigos iam pressionar e uma hora ele ia ter que cair nos braços de uma garota.

Dos instante de felicidade dele me debrucei numa noite de insônia, medo, incerteza, me perguntado porque toda vez é assim, porque não poderia ser diferente dessa vez.

Ir a procura de outro seria uma mentira, eu iria me ferir fatalmente, lutar pelo meu sonho é uma grande interrogação. Talvez eu esteja esperando que aconteça igual a Shelter, adoro aquele filme, e especialmente no final quando eles ficam junto, com o que parecia impossível se tornando realidade.

Nas próximas semanas eu acho que vou viver expectativas, medos, inseguranças, euforias. Temos um filho, o nosso trabalho que foi construído de uma forma bonita nestes quase três anos de amizade.

Eu novamente me pergunto porque o amo? Porque eu sabia que isso podia acontecer. E todo mundo sempre me falou que nunca amasse um hétero, que esse tipo de história não daria certo, mas eu acreditei que uma vez na vida, eu viveria um conto de fadas, sem dores tão fortes, sem abandonos, sem humilhações, que eu viveria uma história completa.

Talvez eu esteja me antecipando aos fatos, e eu sonho com finais felizes, eu já produzir muitos nas vidas dos outros. Um amigo meu irmão tem uma história linda porque eu passei na vida dele e hoje ele está casado a 10 anos e tem dois lindo filhos. Uma amiga que é leitora aqui sempre me diz, está na hora de você ter a sua história linda.

Mas agora não sei …estou com medo…queria tanto que ele fosse o homem da minha vida, não quero voltar a procurar alguém, não quero voltar para a vida gay de mentiras e enganações aqui no Rio que só é pautada em sexo. Eu quero o que estou vivendo, uma vida de sonhos, de aventura mesmo, ele me acompanha em tudo, ele sabe dos meus defeitos e nunca quis de fato me mudar, ele se acostumou comigo, ele sabe que eu sou flexível e que eu peso descalço no chão, e nunca quis me impedir de ser eu.

Eu só queria poder amá-los e fazer ele feliz.

Bem, meninos, eu não podia deixar de compartilhar isso com vocês. Eu agradeço os e-mails, o carinho, os votos que eu seja feliz. E desejo felicidade a vocês e que não desistam do amor, pois ele pode ser cheio de incertezas, mas se não for vivido jamais será uma experiência boa nas suas vidas. Amar é isso sorrir, chorar, ter certezas e incertezas.

Continuem lendo outros post clicando aqui

  1. Oi meu querido, eu sei bem o que está passando nesta vida. Eu já passei por isso 2 vezes. A primeira não foi tão especial, pois além de ter sido a 1ª sem experiência alguma de como lidar com a paixão, também me recordo ser o despertar da minha vontade de amar, mas somente pelo físico. A segunda foi realmente pelo ser dentro de um corpo. Foi uma vontade muito grande de tê-lo junto a mim para que ficássemos unidos em todos os momentos compartilhando tristezas e alegrias, vivendo como um casal que se ama. Sentia o mesmo que você, uma paixão, uma vontade de estar com ele o tempo todo, de sonhar, pensar e até ficar sem dormir as vezes por causa dele. Mas novamente, outro “algo” em comum: ele é heterossexual, ou seja, não segue apenas uma definição formal de dicionário que significa um homem que só se atrai e apaixona-se por mulheres, mas ele é assim “rotulado” pois é assim na sua essencia, não passível de mudança, mesmo que queira.

    Vejo que aqui caberia um papo mais bem elaborado e até mesmo uma conversa ao vivo para ser mais expressivo e poder ajudá-lo melhor com o que está passando. Mas vou ter que ser mais direto ao ponto: não vejo saída para você quanto a este relacionamento. Isto porque você o deseja, sente tudo isso que citou por ele, mas como você mesmo disse, ele encara tudo como uma grande amizade. Dessa forma, o tempo vai passar e toda essa história bonita que passaram juntos não será o suficiente para preencher o seu “vazio”. Vejo que ele é do tipo que até poderia gostar de você pelo que é, mas que no fim tentaria, tentaria e tentaria, mas o corpo não responderia a sua vontade “racional”, pois ele também vive do instintivo. Assim, como você possa ter tentado se relacionar com garotas e percebeu que jamais daria certo. Pelo mesmo motivo ele também não consegue.

    No fim, acho que você só vai se machucar se continuar tentando algo que na realidade não tem futuro, não funciona, porque certas coisas no mundo foram feitas para serem assim, e não podem ser alteradas. Aos poucos vá tentando esquecê-lo, no mínimo como um amante e deixe-o apenas como amigo. O sofrimento não vale uma tentativa que não terá eficácia. Eu desisti por isso. Após um tempo já consegui me sentir melhor. Não estou 100% melhor hoje, porém foi o melhor para mim, até mesmo me afastei dele totalmente, não que você deva fazer o mesmo, pois depende de cada caso.

    Não vá na onda de filmes e de palavras e ilustrações aparentemente confortantes de filmes, histórias fictícias ou de pessoas que apenas falam por falar. No mundo real não existe aquela máxima “todos são humanos, todos podem se amar entre si”. Isso é mentira. O próprio filme Shelter que você citou é um exemplo. Os personagens não eram dois homens comuns que se aproximaram, não pelo corpo, mas sim por suas essencias e personalidades. Um deles já era gay ( o mais velho) e o outro surfista era só mais um de nós que ainda não tinha confirmado sua orientação sexual. É por isso que eu sempre falo que aquele papo de “não me rotule” é balela, afinal as orientações sexuais existem não porque segregamos as pessoas porque queremos, mas porque elas advêm da própria natureza humana, uns só curtem o mesmo sexo, outros, o oposto e outros ambos e este infelizmente não é o caso.

    Além de que vejo um bloqueio seu muito grande em relação aos gays em geral, veja também se não é isso que está fazendo com que não encontre alguém que o queira tanto como você o quer. Se formos a vida toda procurar aquilo que somente na fantasia nos satisfaz, então o mundo real já não existe mais para nós.

    Então, meu caro (desculpe o comentário enorme), era isso o que eu queria passar para você. Espero que ajude-o a refletir mais um pouco.

    Um grande abraço. Muita luz no seu caminho e felicidades.
    Caio

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: