Amor não é pecado

Não amar que é o maior dos pecados. Só os bobos e poucos ainda sabem o que o amor. Muita gente imagina que amor é andar de mãos dadas, beijar, dizer que é um casal. Mas amor é algo muito maior que tudo isso, amor é feito de entrega e dedicação.

Tem gente que tem raiva de ser amada, mesmo que nunca possa amar a pessoa que o ama, mas sente raiva só de saber que é amada por um homem, só aceita amor de mulher.

O amor de Deus é maior, Jesus, o homem simples que andou pelas ruas descalços e pregava em cima de pedras e montanhas, nos deixou esse amor. O amor que não escolhe sexo, religião, cor, condição social, condição econômica e forma física.

O amor é algo sublime, explosivo. Mas ele é o único capaz de dar sua vida em prol do outro.

O amor de verdade não necessita de rótulos, de formulas prontas, e conversões humanas construídas em nome de um grupo de homens infelizes que se julgam capazes de falar e escrever em nome de Deus.

Talvez, poucos nesta existência humana tenham provado do verdadeiro amor. As mães em sua maioria foram as primeiras a gerar esse amor nas nossas vidas, quantas horas de sonos e peso elas carregaram em nosso nome.

Porém depois que nascemos, nós moldamos ao mundo, nos moldamos as conversões, a ambição, a ganância humana, nos impreguinamos com falsas verdade contadas para nos fazer escravos de um meio que é morte, rude e frio, que não enxerga o amor ao próximo, que só enxerga o individualismo.

Talvez, um dia, quando acordamos para a essência do amor, que não tem nada haver com amor a italiana que é algo carnal. O mundo já esteja primitivo. O primitivo e rudimentar é o hoje e não o ontem. O ontem era puro, era simples, era livre. Mas por conversões humanas, se tornou isso.

Não é vergonha amar alguém, vergonhoso é ter raiva de qualquer amor. Eu me pergunto como seria bom amarmos uns aos outros. Abraçarmos uns aos outros. Proferirmos de verdade, do fundo da alma que amamos alguém.

Amar é a maior dádiva. Passar por aqui e distribuir amor.

Se não, pra que existir, somente para ter algo material, achar que tem amigos ou uma família como um título. Dizer eu amo minha namorada ou namorado, quando na verdade é somente uma coreografia social.

Amor é algo que nasce sem querer, é algo que brota das fendas e se transforma num rio, é uma fagulha que ilumina a escuridão, é a gota que semeia a terra e faz germinar vidas. O amor é algo que traz calor quando há frio, que refresca quando há calor.

O amor não tem uma definição, não tem nada haver com o material que estamos acostumados a viver, não tem nada haver com leis e convenções terrenas.

É simples, é o amor! O amor é algo que grita, se cala, pode até se amordaçar, mas que sempre estará vivo nutrindo a alma. E dando esperança a existência e jornada neste planeta, que é algo que vale a pena, mesmo com os fardos e provas que tem-se que carregar.

Anúncios

5 respostas para “Amor não é pecado”

  1. Linda a mensagem do texto. O amor vem mesmo enlatado, mas quando abrimos essa “lata” que o contém, vemos que o que há ali é algo totalmente diferente. Eu, particularmente, acho que entender o amor é algo muito difícil, pior ainda é conseguir aceitar que o amor não necessariamente será correspondido. Como eu disse no meu último comentário, eu amo um hétero e ele não sabe disso. Já pensei em contar a ele, mas o medo de ter minha vida exposta – e da reação dele – num momento que ainda não estou preparado para tal me fez recuar. É difícil sair na rua e vê-lo com outras pessoas, outras meninas, e ter vontade de estar no lugar delas, mesmo crendo ser impossível. Há esperança? Há, mas há também o medo das consequências. Pode não ser amor isso que eu sinto, pode ser uma paixãozinha boba, mas que eu venho carregando desde os tempos de criança, quando o conheci, que eu ainda nem entendia esse sentimento forte que sinto por ele. É uma vontade imensurável de dividir com ele minha vida, entregar um pedaço do meu ser sem esperar nada em troca. Já tentei esquecê-lo, mas não é tão simples. Ano que vem pretendo mudar de cidade, mas não sei se fará diferença. Se o amor é algo inexplicável, não é a distância que irá acabar com ele.

  2. Amor é complicado demais mesmo,mas ainda continuo achando que um dia todos nós vamos encontrar aquela pessoa que vai corresponder ao nosso amor.

  3. Descobri o seu site e achei interessante a proposta tenho certeza que vem ajudando muitas pessoas a resolverem seus problemas, acho muito válido! Eu sou um desses que procura ajuda, mas pra mim tem sido muito difícil encarar a realidade. O Sentimento que eu tenho não é de que estou dentro do armário, mas sim o de que me trancaram lá e jogaram a chave fora. Tenho 25 anos e a minha vida inteira foi construída em um ambiente heterossexual, todas as minhas relações foram construídas em cima desse pilar, o pilar da heterossexualidade, então se eu destruir esse pilar tudo irá desmoronar em cima de mim. Amigos, família. Você me pergunta a culpa é deles? Pra mim não a culpa não é deles. Já tenho 12 anos que eu venho a cada dia mais aumentando esse pilar e as coisas chegam a tal ponto que em determinado momento não existe mais resolução. Assim eu vejo esse problema pra mim não tem solução. Já sei que gosto de homem desde os meus 13 anos, quando me masturbava e só vinha garotos na minha imaginação nunca garotas. Consegui controlar meus desejos até os 25 quando conheci um cara por app, fui na casa dele, transamos, voltei pra minha casa com um sentimento de culpa tão grande que jurei nunca mais manter relações com homens, passou-se 6 meses, baixei o app novamente e tive relação com mais um cara, esses dois casos fora da minha cidade porque morro de medo de alguém descobrir. Essa segunda foi ótima me senti completo. Mas a realidade volta e volta o desespero de viver uma vida muito vazia, porque o sexo é fundamental e maravilhoso, mas para mim tem sido o que há de mais triste, porque sei que não posso desfrutar plenamente dos meus desejos. Transo com mulheres, mas está cada vez mais complicado conseguir, pois sempre estou pensando em homens, nunca estou completo, falta algo em mim. Tenho duas opções simples revelar ou manter a mascarar,A cada dia que passa trabalho minha mente para conseguir lidar com essa mascara, porque a revelação parece uma opção impossível pra mim. Ninguém do meu convício, absolutamente ninguém, nem meus melhores amigos sabem. Eu tenho certeza que se eu contasse muito deles aceitariam e no fundo diriam eu sempre desconfiei…
    E depois de um tempo tudo iria se encaixar, mas no meu interior, vou morrer assim, vou ser enterrado com essa mascara, acho que na verdade acostumei com ela e agora não consigo mais tirar. Prefiro ir sofrendo um pouco a cada dia e ir levando um dia estou bem, outro dia estou mal e assim eu vou vivendo. Não sei onde vou parar, se eu pudesse mesmo queria me curar, no fundo eu tenho a esperança de isso será possível. Pq afinal quem disse que eu nasci, eu não posso ter me tornado gay? Se eu me tornei gay posso me tornar hetero ou ao menos conseguir ter uma vida sadia com uma mulher. Esse é meu sonho. Abraços meus caros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s