só uma música

Essa semana estou em transito, mas prometo que semana que vem preparo um post divertido. Então deixo uma música para vocês, não é RBD, e sim RDB rs. É arabe então.

Bom final de semana!!!!

Anúncios

Coisas do Chat Gay

Certo dia sem ter muito o que fazer, resolvi ir ao chat gay mais famoso do Brasil. Entrei na sala do Rio, coloquei meu nick, e para minha supresa, na verdade eu já sabia, mas me assusto toda vez que entro ali. Vejo aqueles mesmo nicks. Alguns engraçados e outros tristes.

Vamos então comentar alguns deles.

Tem o cara que põe logo a idade. Das duas uma ele quer dizer que só quer caras dessa idade. Ex. Ze23a, este tipo normalmente só quer lekes de 18 a 28 anos, as vezes ele se limita até 26 anos, pois acha que mais velho que isso, já deve ser um coroa e banguelo. É umas das miopias dos gays, achar que nunca vão ficar velho ou até, serem superficiais, já que nem dão chance para teclar com a pessoa. O outro cara põe Zé50a, este é bem honesto, neste ponto de vista, pois já informa qual sua idade, já é bem maduro a quanto a isso. Então quem o procura é quem quer.

Temos o caso do que já vai pondo sua preferência sexual. ZéATV ou ZéPass, esse já que dizer para o que veio, o que curte e mais, já vem dizer: “estou aqui no chat para sexo,”. Se pintar algo a mais que isso, pode saber que você encontrou um achado.

Tem o meio prostituto que já entra no chat gay pondo REAL, esse com certeza deve fazer sexo feito coelho, se vocês me entendem. Acho esses um perigo, pois além de serem promiscuos demais, mentem horrores, dizem que são discretos e não são, dizem que fazem sexo pouco, e fazem até duas vezes por dia com pessoas diferentes. Então quando vpcê ver REAL, pense duas vezes, é um risco.

Tem aquele cara de põe Macho. Me permitam ri e muito, porque quando você pede para ver a foto do cara no msn, é engraçado, na verdade é uma princesa. É claro que tem suas excessões, mas em boa parte é propaganda enganosa. hauahuauua. A mesma teoria eu estendo para aos supostos DISCRETO ou DISCRETAÇO.

Um dos que eu mais acho interessante é o que põe um nome normal, Zé, João, etc. Acho que me trazem mais confiança. APESAR DE TODA DESCONFIANÇA, SER POUCO ALI NO CHAT GAY. Porque vocês sabvem as pessoas se escondem na net e criam personagens, fantasias, você acaba não sabendo o que é real ou imaginário.

Ah tem no chat também os narcisitas, saiba se você procura algo manero no chat. Se você teclar com figuras com nicks: gato, gatinho, lindo, saradão, etc. E eles vierem com papo de namoro, ou amizade. Tenha medo, pois é mais um mentiroso a solta, na verdade esta criatura só quer um objeto sexual, ou alguém mais ultra bonito ao seu lado. Ele não estar nem ai para o indivíduo, mas sim, para o rótulo. sses caras são fúteis e despreziveis demais.

Tem os nicks engraçados, peço lincença aqui para por essa palavras:

– bebedor de leite         (eu imagino que deva ser um bezerro desgarrado)

– Encarcador                (o que será isso, ué)

– dou c… a leke           (deve ser anúncio de panfleto de esquina de algum prostituto)

– $leke$                      (corra, mas corra mesmo, se você ver esse $)

– Leke Sério                 (tenho minhas desconfianças)

– mulek de calcinha      (como assim? é um leke ou uma mina?)

– Zé Cam                      (ele só tecla com quem tem Cam, desista)

– Leke Ultra Gato           (ele não quer um homem e sim um manequim de loja)

– Playboy25 Gato Cam    (esse tem 10 msn, entra com um a cada dia, e é mentiroso)

– CineHoje                    (é um bate ponto de boate, não quer nada sério)

Tem muitos outros nicks, esses são somente alguns, mas tem piores que nem vale a pena mencionar. Então deixo a dica aqui, quando for ao bate papo ou chat gay, vá com o pé atrás, a não ser que você só procurte sexo, mesmo assim, toma cuidado, porque o que parece ser principe, na verdade pode ser uma boneca purpurinada.

Deixo o som do Forfun – Good Trip para animar essa semana.

Políticos = Gays = Sofistas

Estamos em um ano eleitoral. Onde os políticos figuras já inspiram descrença perante a sociedade, novamente tentam nos iludir com suas retóricas, uma oratória bem caprichada.

E o que será que os políticos tem em comum com a maioria dos integrantes do mundo GLS? Tudo. Será que os dois politicos e pessoas do meio GLs tiveram aulas com os sofistas? hauahuaua.

Acho que sim.

Eu tenho falado nos posts anteriores sobre a doce enganação que os leks do meio fazem, promessas e mais promessas, mentiras contadas mil vezes e que passam a ser verdade. Os políticos também fazem isso. Então vemos as semelhanças entre as partes.

Para quem não sabe os Sofistas eram um grupo de filosofos gregos. Mas não vamos entrar na história, mas pegar um detalhe da arte que eles ensinavam.

“Historicamente o termo sofista, no seu primeiro e mais comum significado, é equivalente ao paralogismo matemático, que é uma demonstração aparentemente rigorosa que, todavia, conduz a um resultado nitidamente absurdo. Atualmente, no uso freqüente e do senso comum, sofisma é qualquer raciocínio caviloso ou falso, mas que se apresenta com coerência e que tem por objetivo induzir outros indivíduos ao erro mediante ações de má-fé.” (Fonte Wikipedia)

Outra coisa que me assustar e não quero nem mencionar, de onde veio essa de contar uma mentira mil vezes e ela se torna verdade. De um movimento triste que matou 50 milhões de pessoas. Vemos essa arte de enganar novamente se repetir.

É que as pessoas mentem com tanta facilidade nas boates GLS, no chat/bate papo. Que tudo isso se torna uma banalidade.

Sei que é chato, talvez seja chato demais eu ficar aqui só falando defeitos do meio. Mas se é verdade porque então vou esconde-os com a peneira. Como muitos o fazem. Isso aqui não é a Disneylandia. É mais pura realidade.

Assim como os políticos prometem, iludem a população e nunca realizam o prometido. A grande maioria do meio faz o mesmo. É claro, volto a dizer, que nem todos são assim. Mas são peças raras, pessoas que são corretas com as outras.

Já que estamos falando de políticos e gays. Espero que os cariocas gays, bi, e homo, não se iludam, como esse tal Bispo Crivella que se faz de bom moço. Lembrem-se que ele é contra os homossexuais, mas agora virou amigo de todos, com segundas intenções. Então votem em qualquer candidato a prefeito. E não votem no Bispo Crivella. Pelo amor de Deus.

Então após falar de políticos e gays, ambos lobos em pele de cordeiro. Vamos ouvir a música “Cedo ou Tarde” da banda NXZero.

Um abraço a todos

Que clube é esse?

Fui barrado no baile, mas fico feliz por ter sido barrado, porque nesse baile dos horrores e ilusões não quero fazer parte.

A vida é feita de escolhas. E não me sinto triste em ter sido barrado no baile que o mundo GLS criou para se iludir.  É claro todos nos temos nosso mundo, nosso gueto, nossa caverna, nosso escape. Isso não nego. Mas essa ilusão burra não quero fazer parte.

Sigo em frente, quem sabe encontro um cara manero para estar ao meu lado,. Quem sabe também não encontre. Mas fiz a minha parte. E continuarei fazendo. Me nego a ser um boneco sem vida e uma imitação banal.

Bom final de semana. Aproveitem e se divirtam nesse inverno com cara de verão, pelo menos aqui no Rio. Um abraço a todos que tem acompanhado nossas histórias. Prometo que semana que vem vou escrever melhor. rs

Dead Fish – Bem vindo ao Clube. Pra vocês ai.

Anti Ecológico

Estava pensando qual seria o post dessa semana, estava sem assunto, na verdade não queria adiantar alguns assuntos que quero postar mais a frente. Foi quando resolvi ir a praia, o sol estava muito bom hoje, nem parece inverno.

Por sorte vejo vindo um leke todo se achando, corpo delineado, cabelo arrepiado. E era o que eu imagina, mas um gay fútil andando junto a água, bebendo sua garrafinha d´água para hidratar o corpito após uma corrida. Até ai, ainda passa. Mas o pior estava por vir.

O cara se achando na praia, pega a garrafa e joga no chão, junto a água do mar. Fiquei perplexo. Mais um motivo para dizer: essa gente é futil, e ignorante mesmo, só exercita o corpo e não a mente.

Fiquei irrado, com um imbecil daqueles, todo se achando que pode fazer isso. Será que não poderia seguiar a garrafa e jogar uma lixeira mais a frente?

Mas não, ele tinha que ser um porco sujando a praia que ele próprio utiliza, sujando o mar que todos nos compartilhamos. Fonte de lazer e alimento.

Essa é para aquele gay burro, que jogou a garrafa no mar:

Já parou para pensar quantos objetos são feitos de plástico? Há brinquedos, copos, pratos, garrafas, mesas, cadeiras e tantos outros que é impossível listar todos. Apesar de útil, o plástico não é o melhor amigo da natureza. Feito de petróleo, ele demora muito tempo para se decompor, pode levar até 100 anos. Enquanto isso prejudica o meio ambiente.” Fonte: Ciência Hoje das Crianças.

Isso que me irrita nos gay, acham que ser gente é só vestir uma roupa de marca e cuidar da estética, e se esquecem de um item importante, adquirir conhecimento.

Cultura e/ou conhecimenta libertam o homem dos preconceitos, mas eles acham isso uma tremenda porcaria. Preferem ser burros e bonitos, ao invés de serem bonitos e inteligentes.

Mas fazer o que. Falta CEREBRO e sobra massa burra no meio gls. Ele devia se reciclar e ser reciclado. Alias não deve saber qual a importância da palavra RECICLAGEM.

Ai vai uma música de uma banda australiana, que é ecologicamente responsável, além de mandar um som surf muito show. Midnight Oil, com a música Dreamworld

Moral da história tive quer ir lá catar a garrafa de plástico que o animal vaiodoso deixou, e a coloquei fora do raio de ação das ondas.

Manequim?

Hoje acordei com a p… dessa música na cabeça. No final deste post vocês vão saber qual é. Ela diz tudo sobre essas pessoas que povoam o mundo gay.

Tipo, como venho comentando neste blog, eu não faço parte do mundo gay, eu não vou mais a boate gay a 5/6 anos, ainda bem que so fui poucas vezes naquilo. Não me considero gay, porque isso é estilo de vida e ser e isso eu não tenho em comum a eles.

Tenho uma vida e estilo totalmente fora dos padrões que os gays gostam. Por isso não concordo com essa banalidade que toma conta do meio. Tenho minhas feridas e queixas sobre isso tudo.

É mais ou menos assim, eles não vão com minha cara. Sou impeceptível. Os poquissimos que sabem, não gostam de mim, porque não gosto do que eles gostam. Para mim eles, são um zero a esquerda. Claro que em tudo há excessões.

Eu prefiro ter um leke de fora do meio, do que um que na verdade procura não um ser humano, mas sim um boneco, um manequim. Boneco de vitrine.

Então se ele, ou eles querem isso. Que vão a uma loja e comprem manequins estáticos, mudos e frios e casem com eles. Por que eu sou humano. Tenho sentimentos, quero alguém ao meu lado de verdade.

Não procuro uma pessoa que parece um vegetal, com todo respeito aos vegetais. Mas o que se ver por ai é vaidade, burrice, falta de carater, tristeza, falta de amor e sinceridade. Pessoas que só querem na verdade um corpo e não um companheiro para todas as horas, que honre a palavra AMIZADE, que é a base de tudo na vida.

O post é bem curto hoje. Pois final de semana está ai.

Vou deixar hoje o clipe que tem um título bem original para o mundo gay. É o título ou melhor o que os gays procuram para se relacionar. MANEQUIM. Então se você não procura um ser humano, e sim um boneco. Deixo em homenagem a vocês, senhores da estética burra, a música Manequim – Dominó. Essa tirei do fundo do baú.

Bom final de semana a todos!

Visite os outros posts do Dentro do Armário clicando aqui

Playmobil Gay

Vocês se lembram daqueles bonecos que tem o mesmo formato, e que se mexem nas mesmas posições. São todos iguais. E isso me remete a uma coisa que acontece no meio GLS, a grande maioria é uma copia um do outro. Falta de criatividade.

Será que eles são Playmobil?

Quando vocês forem a uma boate observem: os mesmos cortes de cabelo. Se não é cabeça raspada, é cabelo com chapinha; mesmos óculos raibam; mesmos tenis para todos, e pior quase todos da mesma marca: nike shox prata; os corpos são iguais, principalmente entre as barbies. Parecem que são feitos em série na academia; e as sungas, ou melhor as tangas estampadas, saidas sei lá de onde? rs

O certo é que o meio esta virando um gueto de mesmices.

Sem criatividade. Sem diversidade. Vamos diversificar isso. Viva a diversidade no meio GLS, se é que ela existe de fato. Ou então estão querendo impor uma ditadura contra a diversidade no meio.

Para animar a semana deixo um remake de uma música regravada em português pela Kelly Key – Barbie Girl. Ficou irrado o clipe que os caras fizeram para a música, bem engraçadao!

E não é que combinou esse espelho refletindo o bonequinho do playmobil.

“Espelho, espelho meu. Porque há tanta vaidade no meio GLS?” (e o nobre espelho responde: “a resposta é simples, porque a grande maioria é fútil, meu filho.”)

Brilho Ofuscado

Hoje vamos a boate…uhuuuuu!!!

Quem não gosta de uma night, balada, ou nome que você queira dar. Muito bom dançar e se divertir. Eu vou contar minhas experiências nas boates gays rs. Eu nunca tinha ido a uma boate gay. A primeira que fui foi uma na Barra da Tijuca – Rio,  muito manera, pena que fechou a 5 anos. Mas existem boates e boates e frequentadores e frequentadores. Então vou contar para você um pouco do mundo das boates gays e seus personagens.

Para tudo!!!!. Dj, mixa ai ao contrario, rebombina a fita. rs.

É mais ou menos assim.

Tem uma galera que passa a semana toda na pressão, esperando pela chegada do final de semana. Como eles mesmo dizem:

“FERVEÇÃO!!!”     “TENTAÇÃO!!”   TA CHEGANDO!!!!!!!!!!!!!!! UHUUUUUUUUUUU

A boate gls mais parece um “paraiso”. Luzes, animação, cores, chuva de confete, corpos se contorcendo sem camisa. Lá você vira um rei ou uma rainha, como muitos lekes se sentem. Quem sabe uma Madonna ou uma Britney. Que frescura. Lá você pode extravasar. Pular!!! Tem até uns mais elétricos que gritam feito umas loucas. E os mais exibidos que sobem no queijo e dançam loucamente.

Vou falar aqui de algumas boates e seus tipos.

Tem aquela boate gay básica, que você encontra em qualquer esquina. Lá a eletro e a batida forte vinda das pick-ups é quem comanda o ritmo. Muito techno, dance e house music.  Tem umas com muita  coisa sintetica. Tem gente que toma essas merdas e se esquece que o grande barato é estar sóbrio para aproveitar as coisas boas da vida.

“Oi cara! Você tem um doce ai.” (queima os neurônios seu burro!)

Mas tem aquela boate mais comportada gay. Onde o som é mais clean, a galera vai mais bem vestida.  Quanto a isso, é engraçado. Pois metade daquelas camisas com a marca Half Loren é comprada a $10,00 no camelô.

Tem até uns lekes que vão para ficar com caras mais resolvidos de grana. Verdade! TUDO INTERESSEIROS!!! Estou falando a verdade. Vocês não viram nada. rs. Há leks que ficam com as chaves do carro na mão só para dizer que tem grana. rs. Que deprimente essa atitude e querer ter alguém por interesse. O ponto máximo é quanto toca um hino dessas boates gays engomadinhas. A música de La Vania – Agua y amor.

Tem boate que mais parece uma vitrine de loja, a suposta boate bar, onde as figuras ficam estáticas nos cantos, fazendo pose e carões. Será que eles são manequins saidos da vitrine? Seres inanimados!

Não posso me esquecer das boates que são tão sem noção, que tem nas suas dependências aqueles darkrooms. Ah! Você não sabe o que é isso? Pois bem, é uma sala junto a pista de dança, onde as pessoas fazem sexo. imagina que inconsequência aqueles lekes fazendo sei la o que, naquele quarto escuro. E o pior, sem camisinha.

Quanto aos lekes, tem aqueles que se preparam a semana toda, que se matam para ter uma roupa diferente a cada semana. Tem gente que prefere não ter o que comer ou deixa de estudar, só para ter uma roupa da Tommy, ou Diesel, Guess. Porque segundo eles:

“Não posso repetir roupa. O que os outros bofes vão falar? Imagina eles me vendo com a mesma camisa da semana passada!”

“Você já viu meu lindo macacão da Tommy?”                      (frescura! frescura! futilidade!)

Tem também aquele marmajão que vai na boate gay, e que se mata de malhar durante a semana.  De tanto tomar bomba para ficar sarado, os colegas de academia já o apelidaram de “Decão”, de tanto anabolizante Deca que ele toma rs. Desculpa o nível que vou falar. Mas eles preferem ficar brocha,  para poder ficar bonito fisicamente, para geral poder ver sua carcaça. Quando chegam em casa ficam o dia inteiro na frente do espelho se olhando. Se pudessem ficavam com eles mesmos. Barbies como muitos são chamados. Quanto abrem a boca, são uma tragédia.

“Ai, tenho que fazer logo esse ciclo. Pelo menos vou ficar um brocha lindo.”    (hahahahaha)

Ah! Tem aquele leke que antes de sair de casa para a boate. Rouba o corretivo de pele (acho que é assim que se chama) da mãe ou irmã, e passa para corrigir as imperfeições. Sério mesmo. Passa pó e tal. Eu já vi isso. O cara maior machão, passando corretivo. hahuahauaua. Isso mesmo que vocês imaginaram. Ele se maquila. rs

“Ai, eu tenho que passar isso, para corrigir minha ruguinha.” (nossa mãe, nem quero imaginar o que ele faz mais)

Ele também alisa o cabelo, para parecer que é lisão. Pior, toda hora tem que correr para o banheiro da boate para poder molhar os fios. Calma, ele não está de piriri. Ele foi molhar as madechas. Porque é claro, para os outros bofes, ele tem o cabelo lisinho, que voa ao vento. hauhauauauua. Imagina ele pegando um leke, e na hora dos amassos, e o leke não pode passar a mão no cabelo dele. O cara começa a estranhar,  ele de meia em meia hora corre para o toilet. Porque será? hahahaahahahah

“Deixa eu correr para o toillet, meu cabelo já ta ressecando e daqui a pouco vira dundun. Eles não podem saber do meu truque!” (só rindo, é um comédia)

Sonho, muito confete prateado caindo do teto como uma chuva de estrelas cadentes, ou melhor decadentes, luzes que parecem invadir a nossa alma, e nos fazer viajar pelas galáxias; gogoboys dançando freneticamente em queijos, como se fossem a inspiração para os corpos que abaixo deles que se contorcem sem camisa, ao som da batida que mais parece imitar um coração pulsando em convulsão. Compõem essa metafora de céu na terra, que está mais para inferno, cheio de ilusões.

E a festa entra no seu apce quando a música Player A Live – Safri Duo, começa a tocar. Naquele instante  tudo parece parar e você vira a estrela da noite, em meio a tudo aquilo. Instantes de ilusão.

E juntam-se um grupo de rapazes sem camisa, sob a liderança de uma criatura elouquecida, com uma taça de champagne na mão. Ele grita aquela frase linda! Mais muito linda mesmo! Para não dizer o contrario. E logo em seguida ele quebra a taça no chão para mostrar que é poderosa.

“No nosso mundo, só os bonitos sobrevivem.” (ai que medo, para não dizer trágico.)

Não estou aqui para esteriotipar todos os que frequentam a boate gay, mas os que se salvam são uma pequena minoria. Eu parei de ir a 5 anos atrás, e não me arrependo!

Fim de noite, a mascara cai, a maquiagem borra, a carruagem vira abobora e o príncipe ou princesa viram sapos.

Visitem os outros posts do Dentro do Armário clicando aqui

Shelter – o filme

Eu não sou muito adepto da temática de filme e novela gay, porque isso torna as vezes maior a ruptura entre as partes.

Mas um amigo me insistiu muito para eu ver esse tal Shelter que está sendo lançando. É um filme de surfistas gays, e conta uma história de amor. Pelo menos as cenas que vi, mostram que o filme parece ter um bom enredo, fotografia, música, e também não é apelativo.

Me lembrou um dos melhores momentes que já tive, e foi ao lado de um brow surfista. Seis meses de intensa felicidade. Mas isso um dia eu conto a vocês.

Então nesse início de semana deixo aqui o trailer do filme e um clipe das melhores cenas.

Eu que sou adepto do surf, gostei do que vi.

Esse segundo clipe tem uma música muito show!

Quinta teremos um post polêmico, aguardem rs…

ALOHA!!!

Visitem os outros post do Dentro do Armário clicando aqui

Mea culpa

A vida é cheia de lições e ensinamentos e quero repartir uma delas com vocês.

Estou aqui sem sono, são 02:05 da madrugada de quarta-feira (hora em que escrevi este post).  Estava conversando com um amigo via msn, sobre a dificuldade de encontrar um cara manero, até que me reportei a algo que arrependo de ter feito e também de não ter feito.

Talvez seja tarde, e é. Mas me serve de lição, para quem sabe, eu não cometa mais este erro nunca mais.

A história ocorreu mais ou menos assim…

Conheci um leke há uns 3 anos e meio, na praia. Eu estava correndo a noite e ele ficava me olhando, sentado em um banco do calçadão na orla do Rio. Até que meio sem jeito fomos nos aproximamos e  começamos a conversar. Seu nome era leke… assim vamos chamá-lo para preservar sua identidade.

Ele era um migrante nordestino, tinha chegado do Ceará há cerca de um mês. Era um leke normal, bom papo, mas talvez não tivesse o que eu esperava de um leke naquele momento. Confesso que tenho queda por cara meio cafajeste ( estilo playboyzin, jiujiteiro,  etc). Meu pecado é esse gosto. Talvez maior erro.

Mas voltando a história do Leke…, ele me ligava direto, e eu sempre tinha um desculpa para não nos encontrarmos. Sempre carinhoso, mas com jeito de homem, ele tentava me cativar e eu só escapando, dando desculpas.

Perdemos contato, eu mudei de bairro, naquela época eu ainda tinha alguns requícios da mentalidade do meio GLS. Mentalidade fútil que tentou me contaminar, mas graças ao bom Deus, deixei de ser míope e escapei daquela silada da vaidade, que tentou me pegar por 8 longos meses.

Meses depois estava em uma outra praia, já no novo bairro, onde passei a morrar. Estava  novamente correndo a noite, como sempre fazia. Foi quando vi um leke muito bonito me olhando sem parar. Novamente meio sem jeito fomos nos aproximando, e começamos a conversar, ai ele falou:

“você não é …?”, e eu falei “sim”.

Para minha surpresa era o leke… Ele tinha se tornando um leke bem interessante fisicamente, estava mais charmoso.

Trocamos contato novamente e saimos algumas vezes.

Mas dessa vez quem estava contaminado pela mentalidade do meio GLS, era o leke…  E não me dava a atenção que eu esperava. Ele só pensava em boate gay.

Creio eu, que essa indifença dele comigo, fosse o meu castigo por ter sido assim com ele. Na verdade eu estava pagando por não ter dado a atenção devida a ele anteriormente.

Hoje estou aqui nessa madrugada, arrependido, de não ter dado a chance a ele e a mim também, naquele dia, há 3 anos e meio atrás, quando conheci aquele lek franzino. Mas ainda puro.

Não estou aqui dizendo que vocês devem ficar com uma pessoa, sem antes ver se ela te atrai e tal, se tem a tal química.  Pois  um relacionamento é feito de todo um conjunto, e todas as partes são importantes. Papo, carater, beleza. Uma coisa completa a outra. Mas talvez vocês, assim como eu, tenham que usar os óculos que o façam ver além do que se apresenta na nossa frente no instante que conhecemos alguém.

O importante é que estou aqui reconhecendo meu erro, tentando abri os olhos de outros lekes para que não façam isso que eu já fiz um dia.

Que tenham um pouco de paciência, porque, quem sabe o grande amor da sua vida não venha de forma camuflada, obra do destino, para te testar e saber se você estar realmente apto para amar de verdade.

Hoje faço aqui a minha Mea culpa.

Então faça tudo valer a pena! Como diz o refrão da música cantada pelo Rub – Valer a Pena.  Prestem bem atenção na letra.

Bom final de semana a todos.