Suporte 5: em busca de um namorado

Inspirado por mais um comentário de um leitor do Dentro do Armário, é que resolvi fazer este post.

Na verdade fazem umas duas semanas que estou devendo um post, mas tenho andado meio enrolado com o trabalho.

O nosso leitor GW, nos enviou um comentário dizendo “estou em busca de um namorado!”

E essa é a grande questão! Como encontrar um namorado no meio ou fora dele?

Eu particularmente prefiro lekes de fora do meio, mas nao digo que nunca fecho a porta para se um dia encontrar um cara legal que frequente o meio, eu me dar uma chance e dar uma chance a ele também.

Bem, tem várias formas de você tentar encontrar um namorado, companheiro:

Tem gente que diz que já encontrou namorado em boate gay, que sorte eu diria, pois ali, seria o último lugar que eu procuraria um namorado, visto que a galera ali ou vai para pegação, ou vai para dançar, e no final acaba tudo em sexo e pegaçao somente. Mas existem excessões.

Há a sala de bate papo gay, ali todos dizem que querem namorar, particularmente eu fico com o pé atrás sempre que vejo isso escrito na tela do computador. Porque geral fala, quero namorar, e na hora não querem nada, na verdade as pessoas ficam procurando somente modelos, ou manequins. Olha não quero voltar a este assunto, pois fiz um post aqui no Dentro do Armário sobre este assunto.

Na rua seria uma outra opção, você caminhando por algum lugar, e de repente ocorre uma troca de olhares, e pronto, será que você encontrou o cara ideal? Seu futuro namorado! Isso é mais uma interrogação.

No seu circulo de amigos, é uma situação bem interessante, vai que você não saiba que ali está alguém que tem as mesmas afinidades que você. Os grandes amores, nascem de boas amizades. Mas não confunda, não é porque um amigo lhe faz um carinho, que ele vai se tornar gay, homo ou bi. Tem que saber separar as coisas.

Bem a parada é que é dificil mesmo arrumar um namorado, alguns caras tem a facilidade ou até a sorte grande de nunca ficarem sozinhos. Mas o certo é que não existe uma formula certa para se encontrar um namorado, não existe um lugar ideal. O amor nasce de onde menos esperamos.

O ideal é não ficar ansioso e deixar as coisas fluirem normalmente. Você verá que tudo vai dar bem certo.

Chegou a hora da música! Encontrei essa balada bem despojada e com uma boa levada. Então fiquem com Mêlée – “Rhythm of Rain”

Visite outros post do Dentro do Armário clicando aqui

Anúncios

Suporte 4: com a ajuda do leitor

É muito gratificante saber que estamos colaborando para que mais gente se aceite, que seja feliz. Claro, não somos os donos da verdade, temos muito que aprender. Eu a cada dia faço novas reflexões sobre as minhas atitudes, o meu gosto, tento melhorar e aperfeiçoar o que penso.

O que certamente sei, é que posso gostar de homem e ser eu mesmo, e não me transformar em outra pessoa que não sou, só para dizer que sou diferente.

A grande graça da vida é ser você mesmo, e não ser uma cópia do que partes da sociedade querem que você seja.

Sejamos unicos, sejamos nós mesmos. Já perceberam que cada um de nós, mesmo que com caractarísticas semelhantes, somos diferentes um do outro. Não existem gente igual. E graças a Deus, e ele soube bem fazer e criar isso tudo, eles nos deu diversidade, e a capacidade de pensar. Isso nos leva ao caminho da evolução, e não a um caminho de cópias, e pré conceitos e guettos. Mas infelizmente tem muita gente que insiste em fazer o último caminho.

Hojé o suporte vai contar com a ajuda de um leitor, rs. Gostei bastante do depoimento dele. Serve para quem está em dúvida sobre si mesmo. É bastante interessante mesmo. Não vou falar o nome do cara para preservar sua privacidade. Mas aeh cara, mandou bem. O Post dessa semana é você quem dará a dica no suporte. Que mais leitores nos enviem seus depoimento e ajudem a fazer o “Dentro do Armário”

“O fato de gostarmos de homem não nos faz menos ou mais masculinos. Somos homens e a única diferença é que gostamos de uma pessoa do mesmo sexo.
Um conselho que sempre dou quando alguém me conta que está com neuras com relação a isso. Não reprima seus sentimentos e nem deixe de buscar sua felicidade com medo do que os outros vão pensar. Lembre-se, enquanto você pode estar temendo ser feliz pelo que é, com medo da reação dos outros, esses mesmos estarão muito felizes curtindo suas vidas. Por isso, ponha sua felicidade em primeiro lugar. A vida é curta para desperdiçarmos negando o que realmente somos. Aproveite-a. Somos normais como qualquer outra pessoa e merecemos ser felizes. O fato de você gostar de homem também não quer dizer que você precisa estender uma bandeira escrito ” sou gay “. Isso é algo particular seu, sua vida não precisa ser um livro aberto. Com o tempo você verá quem pode e não confiar para contar. Lembre-se também, seus verdadeiros amigos sempre te aceitaram do jeito que você é. Isso é uma coisa que aprendi. Em resumo, mais do que já escrevi, seja você mesmo e busque sua felicidade. Isso é o mais importante. Aproveite cada momento de sua vida, pois o dia de hoje não voltará mais. Bom, desculpem o tamanho hehehe Abraço para todos!” (depoimento enviado por um leitor)

A música dessa semana é “The Resolution” – Jack´s Mannequin, o som é manerin. Espero que gostem.


Visite outros post do Dentro do Armário clicando aqui

Suporte 3: eu amo um homem. O que faço?

Estamos a cada dia recebendo mais mensagens de leitores que nos pedem para abordar vários temas no suporte, hoje vamos falar do tema sugerido pelo leitor Marcos de Minas Gerais, ele nos disse que está muito encanado, pois após muitos anos namorando garotas está apaixonado por um homem. E já pensou até que estivesse louco.

Marcos, o que posso dizer a você a aos nossos leitores é que já passei por isso também. Certamente milhares de jovens e homens maduros também devem está passando por isso.

E essas perguntas pertubam suas cabeças:

Eu amo um homem, o que fazer?

Eu gosto de um homem, mas eu pego mulher?

Será que estou ficando louco? Eu sou macho, mas sinto um desejo enorme por aquele homem!

Primeiro, amar e sentir é humano. Você não estão loucos, ou sendo irresponsáveis. Amem e gostem mesmo, não reprimam seus sentimentos. Isso que lhes digo logo de início.

Segundo, se você sente atração, ou algo a mais no coração por um homem, é sinal que você realmente gosta de homens, é você mesmo dizendo para você uma realidade sua. Não se assuste, vai aprendendo com você, se analisando, e seja feliz. Pois amar é bom. Sentir também.

Na minha cabeça quando eu comecei a notar que gostava de homem, era normal, o ato sexual, mas não aceitava de hipotese nenhuma o fato de que eu estava amando loucamente um amigo meu. Eu sabia que ele também gostava de homem, e não parava de pensa nele, sonhava diariamente com ele, tinha desejos de adolescente com ele, queria namora-lo. Mas dentro de mim, algo me reprimia. Sexo podia, mas namorar não.

Eu me achava um louco, chorava, ficava bolado. E me perguntava.

Como posso amar um homem. Não sou uma “bichinha”.

Era esse o pensamento que martelava na minha cabeça.

Passaram-se meses, eu não aguentava mais aquilo, tentava escapar para as mulheres, mas ele não saia do meu coração. Até que um dia, parei e pensei. Não posso me enganar. Eu amo este cara, e o que tem de errado nisso. NADA. Não tem nada de errado. É bom amar.

Daquele dia em diante eu me senti melhor, parei de me sentir errado. Comecei a sorrir para mim mesmo.

Digo aos amigos do Dentro do Armário. Não tenham medo. Se vocês amam um homem, isso não tira a sua masculinidade. Alias, macho é quem se aceita dessa forma. Você pode continuar sua vida discreta, sem exageros, jogar bolar, sair com seus amigos sem segundas intenções, frequentar lugares convencionais, e não ter atitudes afemenados. E poder amar um homem.

O que tem de errado em amar um homem. Novamente digo. Nada. é ser humano. Deus nos deu esse sentimento, o mais importante, que é o AMOR. Então vamos conjuga-lo. Vamos amar, gostar, ser feliz, ao lado da pessoa que nós gostamos. Seja ela homem ou mulher. O importante é amar de verdade.

Se você não amar, mas está apaixonado, ou sente a necessidade de ter um namorado, e aos poucos ir descobrindo o amor entre você também. Seja feliz. Não se encane, não se bole.

Pois o mais importante é aceitar esse sentimento em você, não se discriminar, pois a sociedade já é tão discriminatoria, porque nós vamos fazer isso consigo mesmo.

Espero que eu tenha ajudado com o suporte de hoje, continuem a deixar comentários no blog, que responderemos as suas questões.

Um abraço e aproveitem a primavera para amar, gostar e ser feliz.

Deixo vocês com o clipe de Beto Cuevo “Vuelvo” desde México.

Visite outros posts do Dentro do Armário clicando aqui

Suporte 2: a primeira vez com um homem

Dando prosseguimento ao Suporte, no divã do Dentro do Armário rs. Hoje o tema é:

A primeira vez…

Esse é o momento esperando por todo mundo, heteros ou homossexuais, a primeira vez.

Os homens se fazem de machão, mas a verdade é que todo leke fica ansioso quando vai ter a primeira relação com uma mulher, e isso não é diferente quando se trata também da primeira relação com um homem.

O que fazer nessa hora?

Para uns, a ansiedade é muito forte, bate o frio na barriga. Para outros é tão picante que agarram mesmo sem medo a pessoa com quem se estar.

Nas horas, dias que antecedem a primeira relação, muitas coisas vem a cabeça.

Será que sou ativo? Passivo? Será que vai doer? Será que vou pergar alguma doença? Estarei cometendo algum pecado?

São tantas perguntas sem respostas para o leke, que é um martirio para a grande maioria.

Para outros não, é uma coisa até facil demais, parece mercadoria. Não que, não deva ser descomplicado, mas deve ser feito de forma pensada, ou pelo menos. Pois, sexo é acima de tudo sentimento, desejo, algo selvagem, da carne rs.

Bem, então vamos por parte.

Ser ativo ou passivo. Isso depende dos seus desejos intimos. Eu particularmente, já  tentei experimentar os dois, e não gostei de um deles, mas para falar a verdade gosto mais das preliminares.

Então na hora, ou você experimenta os dois, ou vai pelo seu desejo que mais lhe atrai. Seu corpo vai falar mais alto. E o guiará. Mas um conselho não vá pela cabeça dos outros, só faça o que lhe dê vontade.

Mas garanto a vocês, que as vezes o sexo solitário é muito melhor do que muita relação, e uma preliminar bem feita, um bom beijo, vale mais que muita penetração. Então se descubram com calma.

Mais uma vez lembrando. Usem preservativo. CAMISINHA.

O doer, como qualquer penetração, incomoda sim, alguns lekes dizem que não sentem, talvez o psicológico deles estejam bastante preparados. Para minimizar dores, existem posições. Não vou ficar ensinando isso aqui rs. Há também gel que facilita o ato e dar uma melhor sensação, aliviando possiveis dores.

Se vai pegar alguma doença? Olha existem várias doenças sexualmente transmissiveis, A aids é a mais famosa, mas tem outras piores, tem a hepatite também, tem outros virus. Então primeiro você tem que conhecer o seu parceiros, não sai transando com qualquer um, cuidado. Outra nada de engoli semem, você não sabe da saúde do parceiro. E por fim. Camisinha, camisinha e camisinha. Ela é o método mais seguro, aliado com o juizo.

Quanto a pecado. Isso é coisa que os homens inventaram. Pecado é ver criança sem estudar, pecado, é ver político corrupto roubando dinheiro de merenda escolar, pecado é ser injusto com o amigo. Então esqueçam essas caraminholas que botam na nossa cabeça sobre pecado. Pecado é achar que tudo é pecado.

O que vale aqui, é fazer a coisa com cabeça, juizo! Com cuidado, sendo honesto consigo mesmo. Porque seu corpo é seu bem mais valioso.

Então leks, espero que eu tenha ajudado. Sejam felizes, sexo é bom.

Vou deixar vocês essa semana com a música do Cabal, tava garimpando na net e achei legalzinha, engraçada a voz do cara catando… “Cinderela” rs.

Visite outros posts do Dentro do Armário clicando aqui

Suporte 1: as dúvidas de ser homo, bi ou gay

Bem não quero entrar nessas febres de auto ajuda que estão tomando conta do mercado. Mas realmente existe um vácuo nas literaturas, pois nenhuma delas, fala ou dar uma palavras de apoio, ou idéias para tirar dúvidas sobre o cara que é bi, homo, ou gay, e que tem algumas neuras, questões ainda de dúvida ou culpa.

Então vou a partir de agora fazer uma série de post, onde poderemos tirar dúvidas e trocar idéias entre nós, para tentar solucionar ou ajudar.

Os post se chamarão Suporte. Vou tentar aqui falar das minhas neuras ou questionamentos pessoais, quando eu resolvi tomar coragem de assumir para eu mesmo que gosta de homem.

Suporte 1: as dúvidas de ser …

Bem, eu desde a adolescencia fazia sexo solitario, vocês sabem de que estou falando, o que nós lekes fazemos no banheiro quando estamos sozinhos. Rs. Na verdade, eu adoro até hoje fazer isso. Mas voltando a nosso post aqui, eu sempre que ia me masturbar, sempre pensava fazendo algum ato sexual com homem. Tinha um surfista amigo meu que povoava sempre minhas fantasias.

Mas chegou um momento, sabe quando chegarmos aos 14 para 15 anos, e vemos todos os amigos namorando ou beijando garotas e você só. Que você começa a se questionar, se está com algum problema, se está doido, se é “viado” como a sociedade nos rotula. É muito difícil, eu sei.

Os amigos, a família, principalmente a figura do pai, lhes cobra, uma atitude, que você namore, leve as garotas para cama para provar que é macho.

Sei que para muitos é um sofrimente. Eu me punia as vezes, ficava bolado, porque não conseguia de forma alguma ficar com garotas direito, não tinha aquela atração, aquela energia, do que se eu pensasse em um garoto. Então aquilo me aflingia.

Se tem que rapazes que acabam ficando com garotas forçados, so por medo da reação dos amigos, da sociedade, etc. Que querem que ele prove sua virilidade. Atacando a mulherada.

Eu usava uma tática, criava personagens imaginários, garotas que nunca existiram, e que eu falava que peguei. Passei anos assim, enganando todos. Aos meus país, falava que era apaixonado por uma garota, eles até se iludiam. Meu pai que falava, tem que arrumar uma namorada. Mas depois logo esquecia, de cobrar essa idéia.

Passei anos assim. Com desejos que me corroíam a alma, que me faziam queimar de desejo. Ao mesmo tempo sentia falta de algo que não sabia, quando via meus amigos de mãos dadas com as namoradas, eu ficava triste, boladão. Me sentia fora daquele mundo, excluido.

O que estaria acontecendo comigo. E eu sei que várias caras estão tendo essas aflições agora. Leks que começam a curtir homem, com desejos aflorando, com a pressão de todos os lados. Caras mais velhos, de 20 e poucos anos, que sentem um enorme desejo em ficar com homem. Mas ficam no dilema de será que estou fazendo certo?

Bem, eu não tenho uma formula. Só posso testemunhar aqui que foi difícil. Até que não aguentava mais, parecia que ia explodir. E resolvi arriscar.

Foi então, que teclei com um cara na net, e quando fomos nos conhecer, adivinha quem era. rs. Um colega de faculdade, que pegava muita mulher, mas que gostava mesmo é de homem, segundo ele me falou. Pois ficava com garotas para se proteger da sociedade conservadora.

Daquele dia em diante me bateu um alívio, pois tinha beijado de forma feliz, tinha abraçado do jeito que sempre quis.

Mas sei que tem leks que ficam com outro lek e depois bate a culpa.

O que posso dizer, é que a solução, ou talvez uma fórmula; pois cada um tem sua receita própria para solucionar seu problema. É o cara parar de se punir, enfrentar a situação com calma, e aceitar que gosta mesmo de homem, ou é bi, gostando de homens e garotas.

Não é fácil.

O que lhes digo é que vocês não precisam ficar assumindo para o mundo a sua escolha, a sua vida. Guarde-a para você ou compartilhe com realmente é seu amigo de verdade, pois os verdadeiros são os que respeitam sua opinião.

Outra tentar ir com calma, se descobrindo, vendo qual é sua visão para a escolha, se você quer somente sexo, ou se procura algo mais, namorar de fato um cara, se quer se assumir, ou que viver essa parte da sua vida de modo reservado.

Essas são questões pessoais de cada um.

Eu tenho uns poucos amigos, uns 3 que sabem de mim, me respeitam porque sabem o meu modo de me comportar. Eu continuo como venho falando desde o início deste blog, fazendo tudo que sempre fiz na vida, futebol, barzinho, surf, saindo com meus amigos para lugares convencionais. Somente tenho de diferente deles é que eu me relaciono com homens.

Um outro ponto é fazer a coisa com responsabilidade, se descobrir com calma, de forma racional. Use camisinha, isso é importante nas relações. Cuidado com as aventuras. Hoje a net, está cheia de armadilhas. Então procure conhecer e ter a certeza da pessoa com quem está saindo ou se relacioando.

E o principal. Seja feliz da forma que escolheu. A vida é sua. E não deve ser feliz, porque pessoas querem que assim o seja.

Vive você mesmo. Seja você mesmo. Seja Feliz.

Aguardem o próximo post do Suporte. E reflitam com calma, pois gostar de homem não é pecado, e nem o fim do mundo. Sentimentos são coisas que Deus concedeu aos humanos, então vamos vive-los de forma intensa e feliz.

Vou deixar uma música manerinha, do LS Jack – “Uma Carta”

A leitora Patricia, nos enviou uma pergunta: O que é “mundo gay”

Resposta: é mais um daqueles rótulos que o próprio meio GLS criou, particularmente só o uso para classificar boates, atitudes e coisas que os gays cultuam.  O “mundo gay” seria uma espécie de submundo, um guetto, onde os valores e atitudes dos gays sobrevivem e são postos em prática.

Eu não gosto de rótulos, mas infelizmente eles existem, e o próprio meio insiste em criar um subgrupo, afastado do resto da sociedade, e que se classificam melhores do que os que não são gays.

É claro que existem excessões, mas na sua maioria os gays, gostam disso, de viver nesse guetto, a moda gay, a boate gay, a música da boate gay, os valores gays, essas coisas que só fazem criar barreiras entre as pessoas, quando não se deveriam tê-las.   Obrigado a Patricia, pela pergunta, continue a nos prestigiar!

Visite outros posts do Dentro do Armário clicando aqui

em outra direção…

De repente nas últimas semanas, tenho estado bem tranquilo, nem muita vontade de encontrar alguém. talvez seja o excesso de coisas para fazer, talvez seja comodismo, mas uma coisa é certo.

Quanto o mais o tempo passa. rs. Envelhecemos, rs ou melhor ficamos mais maduros. Ficamos mais tranquilos quanto ao amor, ao sexo, ao ter alguém de verdade ao lado.

faz tempo que não sentia isso, eu sempre fui muito tranquilo. Mas tive meus picos de ansiedade como todo jovem. Onde as vezes a angustia de encontrar um cara legal, tomava minha alma, meu sonho, minha vida.

Faz uns meses que talvez isso tenha passado. Uns 3 meses ou mais da última vamos dizer assim ilusão. Mas foi bom. Porque serviu para o amadurecimentos.

O ditado é certo depois da tempestade vem a bonança. Eu iria mais longe depois da tempestade vem a tranquilidade, a clareza, a maturidade. E olha quando você menos imagina surge alguém que sorri para você. Isso é um bom sinal. Evolução. Afinal todos nos temos que evoluir, as especies evoluem, e no mundo gay, homo, ou bi não seria diferente.

Não estou falando em eveolução de beleza, sei que tem gente que vai logo falar, nos somos lindos, porque somos a evolução da especie. Gente, menos. O que falo é a evolução de cabeça.

Quero confessar aqui que quanto mais tranquilo estou mais gente aparece, engraçado isso. É igual quando você está namorando, ai geral quer você. E não é que quando você alcança a serenidade as coisas acontecem da mesma forma.

Teve uma semana que todo dia tinha proposta de sexo. E o que vocês acham que eu fiz?

Errou quem falou, fez sexo todos os dias. E acertou, quem pensou um pouco mais e falou só ficou com um cara. Eu gosto de sexo, mas fazer por fazer, como estava aparecendo acho que nem ia ser bom, talvez não fosse tão legal.

Eu entendo tem muito cara que tem aquele fogo, quer todo dia. Eu não vou condenar. Ou aquele leke que na flor da idade só pensa em sexo. Mas cheguei a uma fase que o sexo é consequencia de algo mais maduro, pensado. Vão dizer…

Confesso que o prazer solitario…rs vocês sabem do que estou falando, é muito das vezes mais prazeroso que muito sexo que depois você ver que nem deu prazer.

Ai que chato este papo cabeça.

Mas é para pensar. O tempo passar. As coisas mudam. E ai um dia você para e pensa de uma outra forma. É claro tem gente que não enxerga ou que se recusa a ver. Mas fazer o que…

Deixo aquele abraço para vocês…To pensando em uma música aqui …Negra li e D´Black – 1 minuto.

Vou botar mais uma… do America Pie… Alien ant Farm – “Smooth Criminal” …relembrando o m. Jackson, só que bem rock…

Visite outros posts do Dentro do Armário clicando aqui

Um cara perfeito

Todo mundo sonha com a pessoa perfeita.

Mas o que seria um cara perfeito?

Bem é difícil definir.

Um cara perfeito é aquele que não é bonito nem feio. É simplesmente humano.

Um cara perfeito, não é perfeito. É na verdade simples, cheio de defeitos.

Um cara perfeito é aquele que sorrir radiante como o raio do sol. Mas também, é aquele que chora feito a chuva, e desagua como um rio no mar.

Um cara perfeito, não é  um homem sábio, nem um homem ignorante. É uma criança aprendendo a viver, um bebê aprendendo a engatinhar.

Um cara perfeito é aquele que incetiva, e que ao mesmo tempo, estende a mão perdido ajuda.

Um cara perfeito é aquele que ouvi, fala e se calar. É aquele que sabe escutar.

Um cara perfeito é aquele que ao abrir os olhos e presta atenção. Os fecha em seguida. Pela plena certeza da tranquilidade e serenidade de está ao seu lado.

Um cara perfeito, é aquele animado, que sorri feito criança. É que não tem medo de se lambuzar.

Um cara perfeito é aquele que fica bravo, que não se cansa de bravejar e lutar pelo amor almejado.

Um cara perfeito, não é alto, nem baixo, não é forte, nem fraco. Mas é a medida certa para nos acompanhar.

Um cara perfeito não é aquele que se encontra de dia ou a noite. É aquele que se encontra a todo instante, mas sábio, sabe desaparecer para nos provocar o verdadeiro amar.

Um cara perfeito não é preto, nem braco. Mas é aquele que nos tinge de encanto, na arte do amar.

Um cara perfeito não é protagonista, nem coadjuvante. É aquele que atua no verdadeiro instante, no mais importante ato de se relacionar.

Enfim, um cara perfeito, é a mistura de leigo e sábio, aquele que está disposto a sempre aprender …

Um cara perfeito…

Um anônimo

Para que procura algo especial, deixo vocês com o som da banda Rub – “Quem dera”.

Aloha!

Ensaios sobre a Cegueira: no mundo gay

Dia 12 de setembro vai ser o lançamento do filme “Blindness” do diretor Fernando Meirelles, que é baseado no livro “Ensaio sobre a Cegueira” do escritor português José Saramago.

Estava analisando algumas imagens do filme e as declarações do diretor Fernando Meirelles, e também a mensagem deixada por Saramago neste livro. E vejo que se aplicam ao mundo gay. Todo gay deveria ler, pelo menos a grande maioria que está comedida pela epidemia ficticia da cegueira branca.

Para resume o livro e o filme. Estes contam a historia de um país sem nome, que sofre uma epidemia de cegueira branca e seus habitantes começam a cometer atos de barbárie. Somente uma mulher não é pega pela epidemia. Na historia os habitantes comedidos pela epidemia, tem que reaprender a conviver uns com os outros.

Ai vocês vão me perguntar:

Mas o que tem haver esse raio de livro e filme com o mundo gay.?

Eu digo a vocês o mundo gay hoje vive uma epidemia de futilidade, de desprezo ao próximo, a pessoa humana, ao amor. Falta valores civilizados aos gays. Os mesmos são racional, mas agem de forma irracional, tratando o próximo como mercadoria.  Dando ênfase aos objetos, em lugar de pessoas; ao que as pessoas tem; ao que elas vestem; a um corpo medelado. E se esquecem de coisas simples, como conviver de forma legal com o próximo.

Vão dizer no mundo hetero também tem isso. E eu digo tem sim. Mas no gay a intensidade desta é maior.

Reflitam, tentem assistir o filme, e ler o livro. Talvez, depois disso alguma coisa melhores no mundo gay.

Deixo o trailer extra long, rs do filme “Blindness” do diretor Fernando Meirelles.

http://www.blindness-themovie.com/

Visite os outros post do Dentro do Armário clicando aqui

Guia de etiqueta gay?

Um dia desses não resisti e fui para aquele chat doido famoso gls, aqui do Rio mesmo. Tem de outras cidades. Mas eu entro no daqui do Rio mesmo.

Encontrei um cara manero, começamos a conversar. Dai perguntei a ele: Qual seu time de futebol? Você joga bola?

E olha a resposta:

Cara, eu sou gay! Não jogo futebol.

Fiquei bolado, para não dizer perplexo ao ouvir essa coisa tosca.  Na concepção dele e da grande maioria. Por ser gay, homo, ou bi. Você não pode jogar bola.

Essa gente está pirando. Eu já tinha falado em post anteriores que já fui censurado por joga bola, pois achavam que eu ia lá, para fazer pegação.

Essa gente so pensa em orgão sexual mesmo e em mais nada!

Mas voltando ao nosso amigo que diz não joga bola por ser gays. Eu gostaria de saber se existe uma cartilha de etiquetas gay, que diz o que pode e o que não pode. Isso mais parece um bando de gente sem visão, ou são míopes ou são muito irracionais. Desculpa está última palavra, mas se limitar assim é demais.

No final ele só falava em malhar, academia, corpo. Parecia que era mais importante ter um corpo e somente isso.

Como diria o pessoal “Oh b… burra!”

Ontem assistir o filme “Meninas Malvadas”, original em inglês “Mean Girls”. Acho que tem muito haver com os gays. Aquelas meninas fúteis querendo mandar no pedaço, por sorte no fim tudo acaba bem. Vejam o video da malvada Regina. E assistam o filme. Tem uma mensagem.

A de não nos transformamos em criaturas fúteis, só porque tem um grupinho, ou grupão de babacas querendo que sejamos uma só cópia sem identidade.

Deixo para vocês essa semana um clip manerin, com uma concepção muito manera. Da marie Digbi, ela começou com videos no youtube e hoje é um sucesso. Então diga “Say it Again”.

Bom início de semana!!!!

Shelter

Vários leitores tem nos enviado comentários perguntando quando o filme “Shelter” será lançado no Brasil. Ainda estamos tentando saber mais informações sobre isso.

Parece que não existe uma data para o lançamento do premiado filme, que aborda de modo suave, com bela fotografia e enredo a tematica de amor entre dois homens.

Eu recomendo o filme, já assistir com amigos meus que não curtem e eles ficaram impressionados com a qualidade do filme e a forma que aborda o tema.

Deixo vocês novamente com o trailler oficial e com um clipe que peguei no youtube.

Visite os outros post do Dentro do Armário clicando aqui